Siga o Jornal de Brasília

Grande Brasília

Facilitado acesso à internet em São Sebastião

Administração regional instalou computadores para uso gratuito pela comunidade. UPA da cidade já tem Wi-Fi Social

Publicado

em

A comunidade de São Sebastião tem novos pontos gratuitos para acessar a internet. A Administração Regional disponibilizou três computadores para uso gratuito dos mais de 115 mil moradores. Os aparelhos estavam ociosos e foram instalados nas áreas interna e externa do órgão para fácil manuseio. É mais um meio facilitador para realizar pesquisas, agendar serviços e demandar melhorias na região.

“Na cidade, temos boa parte da população sem conexão por estarem em áreas mais ermas sem atendimento das operadoras. Esta foi a forma que encontramos para trazer a tecnologia para acesso da população”, explica o administrador regional de São Sebastião, Alan Valim. De acordo com ele, readequações no órgão e simplificação de serviços abriram espaço para a subutilização de computadores.

▼ CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ▼

Os equipamentos começaram a ser instalados no fim de novembro e já contam com uso de cerca de cem pessoas, diariamente. A previsão é que outros sete sejam disponibilizados pelo órgão no próximo ano. “A ideia é que seja um ponto de acesso rápido, para resolver problemas pontuais, agendar serviços com o governo, registrar reclamações e elogios na ouvidoria, fazer pesquisas de interesses de estudantes. Até por isso, não há cadeiras. São paredes tecnológicas”, ressalta o administrador.

Leia também:  SLU abre licitação para construção de 11 novos papa-entulhos

“Tem muita gente que precisa na cidade e que agora pode aproveitar e ter acesso a vários serviços”, confirma a aposentada Tânia de Fátima Mercado. A mulher, de 54 anos, mora há mais de duas décadas na região. “Essa é uma ótima alternativa. Com a pandemia, desempregados podem vir buscar oportunidades de emprego e os próprios alunos, que agora estão estudando de casa, conseguem pesquisar e fazer trabalhos”, entende.

Por falar em estudantes, a administração cede algumas salas para cursos profissionalizantes do Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac). Professora de confeitaria, Carolina Baptista, 36 anos, valoriza as instalações. “A vantagem é que todos podem ter acesso à internet gratuita. Além de permitir pesquisa durante e após as aulas, ainda dá oportunidade para novas inscrições”, observa.

▼ CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ▼
Leia também:  Mais um beco da rota acessível recuperado no Cruzeiro Velho

Em tempos de pandemia, cuidado nunca é excesso, então as máquinas passam por limpeza constante. O uso é livre enquanto a administração regional estiver de portas abertas, de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h. A iniciativa não gera custos extras ao órgão. A internet disponibilizada é fruto de uma parceria.

“Temos a meta de transformar o Distrito Federal em uma cidade inteligente. Por isso, todos os meios de acesso às tecnologias e democratização de redes são importantes para a sociedade, como esta em São Sebastião”, entende o secretário de Ciência e Tecnologia (Secti), Gilvan Maximo. A iniciativa local acaba fortalecendo a política da capital.

No DF, a Secti tem o papel de democratizar o acesso às redes. A pasta é responsável pela distribuição de pontos de Wi-Fi social, com meta de ter 200 locais fixos com internet gratuita até o fim da atual gestão. Em São Sebastião, a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) recebeu a tecnologia em 2019.

▼ CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ▼
Leia também:  Como montar um currículo profissional de sucesso?

O serviço é oferecido à população sem ônus ao Governo do Distrito Federal, pois as empresas credenciadas no projeto custeiam a instalação e manutenção das redes e, em contrapartida, podem explorar modalidades de publicidade digital quando os aparelhos se conectam às suas redes.

As informações são da Agência Brasília

Continue lendo
Publicidade
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *