Secretária de Saúde informa sobre a importância dos pacientes atualizarem os dados cadastrais

Usuários precisam dispor suas informações em dia para aprimorar o atendimento

Durante o período de pandemia, essa conexão entre os pacientes e as equipes ficou ainda maior. Para isso acontecer, a Secretaria de Saúde (SES) informa que é importante que os cidadãos mantenham os dados atualizados junto à rede pública de saúde. Estreitar os laços com os pacientes é uma das formas de humanizar o atendimento prestado pelas equipes de Saúde da Família.

Pessoas que contraíram o coronavírus e não precisaram de internação foram acompanhadas pelos serviços de saúde durante o isolamento. Por meio de contatos telefônicos, os profissionais conseguiam avaliar o quadro clínico do paciente e a melhora dos sintomas.

Os profissionais da SES podem entrar em contato com os pacientes para convocá-los a fazer exames, consultas e até cirurgias. Em muitos casos, porém, não é possível localizar o paciente por falta de dados no prontuário. Se o paciente trocou o número do telefone ou mudou o endereço, é preciso informar às unidades de saúde básica (UBSs) para que, no futuro, em caso de uma internação, o contato com familiares seja possível. Essa atualização cadastral também pode ser feita nos hospitais da rede.

Saúde do Trabalhador

Essa atualização também é fundamental no trabalho desenvolvido pela Diretoria de Saúde do Trabalhador (Disat), que promove ações de saúde pública para os diversos segmentos trabalhistas do DF. Especialmente para as atividades de Vigilância em Saúde do Trabalhador (Visat), é necessário ter todos os dados do paciente.

“O cadastro atualizado garante que o paciente possa ser contatado e assegura o planejamento de ações de saúde para cada território com o objetivo de dar mais qualidade no atendimento à população”, explica a técnica Willkslainy Paixão, da Disat.

As informações são da Agência Brasília

Tags

Adicionar Comentário

Clique aqui para adicionar um comentário

18 − treze =

Mais lidas

Send this to a friend