GDF atende medida liminar e cancela volta das atividades não essenciais

Reabertura de academias, salões de beleza, bares, restaurantes e a volta às aulas estão canceladas

O GDF cancelou, na noite desta quarta-feira (8), o decreto que permitia volta de academias, salões de beleza, bares, restaurantes e a volta às aulas. A medida atende determinação do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios (TJDFT).

Após todas as atividades não essenciais serem liberadas a abrir na última terça, O que foi reaberto terá de fechar nos próximos dias. O pedido atendeu a ação popular impetrada pelo advogado e ex-candidato ao Senado pelo PSol Marivaldo Pereira, o jornalista Hélio Doyle, o cientista político Leandro Couto e o integrante do Conselho de Saúde Rubens Bias Pinto.

O Governador Ibaneis Rocha deve tentar reverter a decisão.

Tags

Adicionar Comentário

Clique aqui para adicionar um comentário

13 − 4 =

Send this to a friend