Iges-DF contrata estrutura especial para abrigar mortos por covid-19

Itens devem ser instalados nos hospitais de Base e de Santa Maria, além da UPA do Núcleo Bandeirante

O Instituto de Gestão Estratégica de Saúde do Distrito Federal (Iges-DF) adquiriu uma estrutura especial refrigerada para abrigar vítimas fatais do novo coronavírus e auxiliar no fluxo dos óbitos. Pessoas que tenham perdido a vida por conta da covid-19 seguirão um protocolo específico, definido pelas autoridades de saúde.

O objetivo do Iges-DF é dar apoio à Secretaria de Saúde no enfrentamento à pandemia. O diretor-presidente Sergio Costa afirma que a estrutura serve para isolar as vítimas e prezar pela saúde de pessoas que possam vir a ter contato. “Os equipamentos auxiliarão na refrigeração até as providências necessárias adotadas pelos familiares, através das funerárias, para o ato fúnebre”, destaca.

De acordo com Sergio Costa, as estruturas estão sendo instaladas, preventivamente, no Hospital de Base (HB), Hospital Regional de Santa Maria (HRSM) e Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Núcleo Bandeirante.

O superintendente do Hospital de Base, Weldson Muniz, explica que o uso dos containeres é para precaução social, já que a transmissão pode continuar mesmo após o óbito.

“A ideia da implantação dos equipamentos é evitar o cruzamento de fluxos na liberação, já que as vítimas da covid-19 passam por um procedimento diferente dos demais, que devem estar separados para evitar que sejam contaminados”, explica Weldson.

Além disso, o superintendente salienta que os profissionais já estão treinados obedecendo a um protocolo oficial. “Todos os responsáveis pela área estão treinados sobre os procedimentos e fluxos adequados para atender aos casos advindos da pandemia”, afirma Weldson.

Adicionar Comentário

Clique aqui para adicionar um comentário

seis + três =

Send this to a friend