Documento interno da CBMDF classifica manifestações contra Bolsonaro como “anti-democráticas”

O documento foi publicado na conta de uma rede social do site The Intercept Brasil

Um documento interno do Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal (CBMDF) nomeou a operação realizada nas manifestações contra o presidente Bolsonaro, no último fim de semana, como “Operação manifestação anti-democrática”. As informações são do site The Intercept Brasil.

De acordo com as publicações do site em uma rede social, a CBMDF mobilizou 64 militares e 15 viaturas para acompanhar atos, tratados como manifestações anti-democráticas. O documento divulgado ainda mostra que os militares esperavam um conflito entre os manifestantes chamados de antidemocráticos e os manifestantes “pró-Bolsonaro”, denominação utilizada.

A manifestação contra o governo ocorreu na manhã do último domingo (7), na Esplanada dos Ministérios. Apesar, das classificações do CBMDF, os manifestantes tinham como pautas a democracia, além do combate ao fascismo e ao racismo, motivados pelos casos de violência policial no país, e de George Floyd, nos Estados Unidos. Não houve nenhum incidente grave.

Adicionar Comentário

Clique aqui para adicionar um comentário

17 − quinze =

Send this to a friend