Coronavírus: DF chega ao número de 170 óbitos neste fim de semana

O número de recuperados, no entanto, é maioria: são 5.384 curados do novo coronavírus, com 55,1% dos registros

O Distrito Federal registrou mais oito óbitos pela covid-19 neste domingo (31). Ao todo são 170 mortes contabilizadas na capital e entorno. Também foram registrados 306 novos casos nas últimas 24h, completando, portanto, 4.225 pessoas infectadas pela doença atualmente. As novas vítimas da doença são das Regiões Administrativas de Águas Claras, Ceilândia, Guará, Riacho Fundo, Samambaia e Taguatinga.

O número de recuperados, no entanto, é maioria: são 5.384 curados do novo coronavírus, com 55,1% dos registros. São 71 casos em estado grave, 229 considerados com moderada gravidade, 2.558 pessoas com sintomas leves, e outros 1.371 em análise pela Secretaria de Saúde do DF (SES/DF).

Do total de pacientes atendidos, 52,7% — ou 5.152 — são homens. As mulheres, por sua vez, representam 47,3% dos casos — ou 4.628 infectadas. A faixa etária com maior incidência da doença está entre 30 e 39 anos, com 2,78 mil casos, seguidos dos indivíduos com idade entre 40 e 49 anos. Os idosos correspondem ao segundo menor nível de doentes, com 1,19 mil casos registrados, perdendo apenas para aqueles com faixa etária menor ou igual a 19 anos.

A cidade com mais casos registrados é a de Ceilândia, com 981 pessoas contaminadas; seguida do Plano Piloto, com 884 infectados, e Taguatinga, onde 653 cidadãos contraíram a doença. O Sistema Penitenciário, se colocado na lista, estaria em 3º lugar, uma vez que 758 presos estão com o novo coronavírus.

Em uma análise feita a cada 100 mil habitantes, os dados da SES/DF dão conta de que as cidades com maior índice de contaminação são, respectivamente, Lago Sul, com taxa de 645,1 infectados dentro do parâmetro habitacional; Sobradinho, com 440.4; e o Plano Piloto, registrando 392.9.

 

Adicionar Comentário

Clique aqui para adicionar um comentário

dezesseis − três =

Send this to a friend