PCDF prende grupo que invadia e roubava residências de chineses

Quadrilha agia em vários estados do país. Estima-se que haja cerca de 80 vítimas do grupo. No DF, pelo menos 18 apartamentos foram invadidos

A Polícia Civil (PCDF) desarticulou, nesta quinta-feira (28), um grupo que invadia e roubava casas de chineses e descendentes de chineses que moram no Brasil. A operação foi chamada de Chengdu.

A quadrilha agia em vários estados do país. Eles iam até os prédios e condomínios das vítimas, ludibriavam os porteiros, conseguiam acesso e arrombavam as portas das residências.

Segundo a PCDF, o grupo tinha chineses como alvo pelo fato de muitos deles guardarem grandes quantias de dinheiro em casa. Além disso, eles não têm o hábito de registrar boletins de ocorrência.

Investigações

As investigações tiveram início no dia 29 outubro de 2019, após um apartamento no Guará ser furtado. Na ocasião, três homens entraram na residência e levaram R$ 1 mil. Enquanto isso, outros dois acusados esperavam o trio do lado de fora, em um carro com placa de São Paulo-SP.

 

Ao rastrear esse veículo, a Coordenação de Repressão a Crimes Patrimoniais (Corpatri/PCDF) descobriu que os suspeitos integram uma quadrilha que age em vários estados. Apurou-se também que, no Distrito Federal, o grupo furtou 18 apartamentos entre os anos de 2016 e 2020. Em todo o país, foram pelo menos 80 vítimas.

Durante as investigações, o grupo foi flagrado praticando dois furtos em Petrolina-PE e Fortaleza-CE, além de dois ataques a chineses em São Paulo e Itapema-SC.

Além das nove prisões, são cumpridos oito mandados de busca e apreensão em São Paulo, Itapema-SC e Crateús-CE.

Tags

Adicionar Comentário

Clique aqui para adicionar um comentário

11 − oito =

Send this to a friend