MPDFT investiga empresa que vende dados pessoais de brasileiros

A empresa comercializa relatórios contendo informações como endereço, telefones, e-mails, situação na Receita Federal, geormarketing, possíveis parentes, residentes no mesmo endereço, entre outros

A empresa Procob S. A passou a ser investigada por obtenção, o tratamento e o uso de dados pessoais de brasileiros, pela Unidade Especial de Proteção de Dados e Inteligência Artificial (Espec) e pelo Núcleo de Combate a Crimes Cibernéticos (Ncyber). O inquérito foi instaurado na última terça-feira (27) pelo Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT).

A empresa oferece diversos tipos de serviço, cuja matéria-prima é composta por dados pessoais de brasileiros. São comercializados relatórios contendo informações como endereço, telefones, e-mails, situação na Receita Federal, geormarketing, possíveis parentes, residentes no mesmo endereço, entre outros.

O Ministério Público lembra que o Marco Civil da Internet assegura, aos titulares dos dados pessoais, os direitos de inviolabilidade da intimidade e da vida privada, bem como o direito de não fornecimento a terceiros dos dados pessoais, salvo mediante consentimento livre, expresso e informado. A Procob foi oficiada sobre o ICP e deverá prestar informações sobre seus serviços.

Tags

Adicionar Comentário

Clique aqui para adicionar um comentário

2 × 2 =

Send this to a friend