Siga o Jornal de Brasília

Grande Brasília

Sindicato dos Bancários do DF pede que Ibaneis volte atrás na reabertura dos bancos

Para o sindicato, permitir que as pessoas voltem a formar filas nas agências bancárias é “condená-las à morte”. Bancos voltam a funcionar nesta quarta (8)

Avatar

Publicado

em

bancos

Em meio à pandemia de coronavírus, o GDF tomou a decisão de reabrir as agências bancárias locais. Segundo o governador Ibaneis Rocha, a medida foi tomada após o governo federal anunciar um auxílio emergencial de R$ 600 à população. O objetivo é dar às pessoas mais opções de bancos para retirar o benefício, evitando que as pessoas se aglomerem nas agências.

Contudo, o Sindicato dos Bancários de Brasília não viu com bons olhos a medida do governador. Na manhã desta quarta-feira (8), a entidade fez um apelo a Ibaneis para que a decisão de reabertura dos bancos seja revogada. Para o Sindicato, as pessoas buscarão “desorganizadamente atendimento bancário” e irão se aglomerar, “aumentando enormemente os riscos de serem contaminados”.

“Governador, não abra mão da saúde do povo. Corona mata!”, afirma o sindicato. “Ibaneis, sou cidadão e também preciso de proteção”, declara, dando voz aos bancários do DF. Em vídeo divulgado nas redes sociais, o presidente Kleytton Morais fala sobre o pedido de revogação.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

“Colocar as pessoas em filas de banco é condená-las a adoecer e, certamente, dado o colapso da saúde pública, é condenar as pessoas à morte.”

Os bancos voltam a funcionar a partir de 11h desta quarta (8). Contudo, ainda não é possível fazer o saque do benefício de R$ 600 dado pelo governo: o site e o app para requerer o auxílio foi lançado ontem, e os cadastros serão aprovados em até cinco dias. A Caixa informou ainda que, num primeiro momento, serão permitidas apenas compras e transferências.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Mais Lidas