Secretaria de Educação entregará Cartões Alimentação pendentes dia 27 de abril

O auxílio emergencial atende um total de 23.000 crianças

A secretaria de Educação vai entregar no dia 27 de abril, aos pais ou responsáveis de crianças com idade entre zero e cinco anos, matriculadas em creches e instituições parceiras da rede pública de ensino do Distrito Federal, os 800 Cartões Alimentação que estavam pendentes,  desde 27 de março. O cartão disponibiliza recursos para que sejam comprados alimentos para os menores enquanto as creches e escolas estiverem com suas atividades paralisadas devido à pandemia de coronavírus. O auxílio emergencial atende um total de 23.000 crianças.

Segundo a secretaria de Educação, estes 800 alunos já deveriam ter recebido o benefício, mas o atraso deve-se ao fato de que as crianças não estavam cadastradas no sistema do I-educar, que arquiva e organiza todos os dados da educação no Distrito Federal.

Para corrigir a falta a secretaria realizou o recadastramento dos alunos junto às creches onde estão matriculadas. De acordo com o órgão, a data para o recebimento dos cartões que faltavam está marcada para o dia 27 de abril. Neste dia os pais ou responsáveis deverão comparecer às escolas para buscar o documento. O auxílio alimentação pagará este mês R$ 150,00 às mães de crianças matriculadas em creches durante o período em que as mesmas estiverem com suas atividades suspensas. O benefício começou a ser entregue no dia 27 de março.

Entre estas 800 crianças que ainda não receberam o auxílio alimentação está a filha de Daiane Bezerra, de cinco anos, que frequenta uma creche em Ceilândia (DF). Daiane, assim como muitos outros trabalhadores do Distrito Federal e do Brasil, perdeu o emprego após a decretação de medidas restritivas impostos pelo governo do DF como forma de prevenção do coronavírus, que paralisou as atividades do comércio, onde ela trabalhava. “Conto como esse dinheiro para comprar comida para minha filha e ajudar no pagamento do aluguel”, disse a promotora de vendas, que está vivendo com a ajuda financeira o do pai de sua menina. Segundo Daiane, no grupo de mães do qual ela faz parte, muitas reclamam que o benefício ainda não chegou. “Já fomos na regional de ensino várias vezes, na  vez última a informação era que receberemos os cartões no dia 27 de abril”, informou Daiane.

 

O benefício do Cartão Alimentação foi destinado pelo governo do Distrito Federal em março para que os pais pudessem comprar alimentos que substituísse as refeições disponibilizadas nas creches do DF, que estão com as atividades suspensas. O valor destinado pelo GDF era de R$ 60 na primeira etapa, caso as aulas ficassem suspensas até 05 de abril, como previa o primeiro decreto do governador Ibaneis Rocha.  Passada está data, o valor passou a ser R$ 150.

O cartão educação só pode ser retirado pelo responsável legal pela criança matriculada em creche ou escola em tempo integral. Para a retirada é obrigatório apresentar documento de identificação com foto, certidão de nascimento da criança ou termo de guarda, se for o caso. A secretaria de Educação vem solicitando que aos pais ou responsáveis pelas crianças que evitem aglomerações nos dias em que forem pegar o Cartão, respeitando o espaçamento de pelo menos um metro de distância conforme orientação da secretaria de Educação.

Adicionar Comentário

Clique aqui para adicionar um comentário

quatro + dezessete =

Send this to a friend