Siga o Jornal de Brasília

Grande Brasília

Nos 60 anos de Brasília, Saúde zera fila de pacientes para UTI de Suporte Clínico convencional

O trabalho é o resultado do esforço conjunto entre Secretaria de Saúde, IGESDF e hospitais credenciados

Avatar

Publicado

em

Em um esforço conjunto coordenado pela Secretaria de Saúde, os 14 hospitais da rede, mais o Hospital de Base (HB), Hospital Regional de Santa Maria (HRSM) e rede credenciada, a fila de pacientes necessitando de UTI foi zerada. “É a primeira vez na história do DF que este fato acontece. Essa conquista só foi possível graças aos investimentos em saúde feitos pelo governador Ibaneis Rocha que elegeu as pessoas como foco principal da sua gestão e o esforço de cada profissional de saúde”, destacou o Secretário de Saúde Francisco Araújo.

“A fila de regulação de pacientes é muito dinâmica e estamos trabalhando para a partir de hoje, respondermos as demandas em 24h e nenhum paciente precise aguardar além desse tempo”, ponderou o Major Petrus Sanchez, Diretor do Complexo Regulador do Distrito Federal.

▼ CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ▼
Leia também:  Sai edital para contratação de brigadistas florestais

Para Petrus Sanchez, é uma grande realização da saúde, as filas zerarem em alguns perfis específicos, tais como adulto, neonatal, pediátrico, materno, com suporte de diálise, coronariano, de cirurgia, de neurocirurgia, de oncologia e de cirurgia vascular, dentre outros.

A fila de regulação já chegou a ter mais de 160 pacientes e muitos entravam na justiça para tentar uma vaga. Em situações mais graves, alguns chegaram a morrer sem conseguir uma vaga, mesmo em estado gravíssimo e/ou com decisão judicial.

Continue lendo
Publicidade
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *