DF tem terceiro dia de testagem para a Covid-19 com 30 resultados positivos

São oito pontos para teste em esquema de drive-trhu

A Secretaria de Saúde aplicou testes rápidos na população do Distrito Federal, pelo terceiro dia consecutivo. A testagem ocorreu em oito pontos do DF e detectou mais 30 casos positivos para a Covid-19, tendo ocorrido por meio de drive-thru.Ao todo, 3.953 testes foram realizados.

O secretário de Saúde, Francisco Araújo, disse que “é fundamental para o combate à pandemia essa ampliação da testagem, porque Brasília tomou todas as providência, antecipadamente, para enfrentarmos o coronavírus e propiciar assistência adequada às vítimas da Covid-19”.

A aplicação dos testes começou na última terça-feira (21) e já resulta em 10.508 testagens, aos quais 117 foram diagnosticadas com o novo coronavírus.

Testagem

Ao chegar nos locais de testagem, Estádio Mané Garrincha, os estacionamentos 4, 6, 11 e 13 do Parque da Cidade, Residência Oficial do Governador e as universidades Unieuro e Uniplan, em Águas Claras, todos são triados com medição de temperatura realizada pelo Corpo de Bombeiros, que utiliza câmeras térmicas. Em seguida, é feita coleta de gota de sangue. O resultado sai em até 30 minutos e é fornecido logo após a aplicação. Aqueles que não apresentavam sintomas não são testados.

 

Aqueles que chegam com sintomas mais agravados tem a possibilidade de fazer o teste swab – quando se coleta material da garganta e do nariz com um cotonete, para a amostra ser analisada em laboratório. O resultado sai em até 48 horas.

Nos casos mais graves, os pacientes poderão ser direcionados para o Hospital Regional da Asa Norte (Hran), referência em atendimento para a Covid-19.

O serviço está disponível de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h. É necessário levar documento de identidade e comprovante de residência.

Recomendações

Para a população, é recomendado o uso de máscaras faciais já na saída do domicílio, e que cada carro tenha, no máximo, quatro pessoas.
A testagem é organizada pela Secretaria de Saúde com o apoio de técnicos de enfermagem e enfermeiros do Instituto de Gestão Estratégica de Saúde do Distrito Federal (Iges-DF).

Com informações da Agência Brasília 

Send this to a friend