Hospital de campanha no Mané Garrincha deve ficar pronto em 15 dias

Mané Garrincha
O Governo do Distrito Federal (GDF) irá instalar um hospital de campanha no Estádio Nacional Mané Garrincha em medida de prevenção ao novo coronavírus. Os 200 leitos previstos devem ficar prontos em 15 dias, segundo a Secretaria de Saúde. Na semana passada, a administradora do Mané, Arena BSB, assinou um termo de cooperação com o GDF para a utilização do estádio. O DF tem 301 casos confirmados de infecção por covid-19. Deste total, 195 são com infecções leves, 18 são graves e 13 encontram em situação crítica. Outros 72 casos estão sob investigação. No domingo (29), foi confirmada a primeira morte provocada pelo novo coronavírus em Brasília. Trata-se da assessora do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) Viviane Rocha Luz, de 61 anos. Viviane faleceu há uma semana, na última segunda (23). Um teste realizado pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), no Rio de Janeiro, confirmou a causa do óbito.

O Governo do Distrito Federal (GDF) irá instalar um hospital de campanha no Estádio Nacional Mané Garrincha em medida de prevenção ao novo coronavírus. Os 200 leitos previstos devem ficar prontos em 15 dias, segundo a Secretaria de Saúde. 

Na semana passada, a administradora do Mané, Arena BSB, assinou um termo de cooperação com o GDF para a utilização do estádio.

O DF tem 301 casos confirmados de infecção por covid-19. Deste total, 195 são com infecções leves, 18 são graves e 13 encontram em situação crítica. Outros 72 casos estão sob investigação.

No domingo (29), foi confirmada a primeira morte provocada pelo novo coronavírus em Brasília. Trata-se da assessora do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) Viviane Rocha Luz, de 61 anos. Viviane faleceu há uma semana, na última segunda (23). Um teste realizado pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), no Rio de Janeiro, confirmou a causa do óbito.

Send this to a friend