Siga o Jornal de Brasília

Grande Brasília

Homem é internado no Hospital de Formosa com suspeita de coronavírus

Avatar

Publicado

em

Um homem está internado no Hospital Municipal de Formosa (HMF) com suspeita de ter contraído com o novo coronavírus. Por volta de 10h, o lutador de kickboxing, Guilherme Pereira Júlio, 35 anos, deu entrada na unidade com febre e desconforto respiratório.

Ele chegou de viagem de um campeonato na Croácia. Na volta ao Brasil, o atleta passou por um aeroporto de Frankfurt, na Alemanha, onde os profissionais do hospital suspeitam que ele contraiu a doença.

▼ CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ▼

Segundo a assessoria de comunicação da Prefeitura de Formosa, foi feita uma limpeza geral em todo o hospital. “Todas as pessoas que procuram atendimento no Hospital de Formosa, estão sendo atendimentos para Unidades Básicas de Saúde (UBS) da cidade”, informa a pasta.

 

Às 21h, uma ambulância deve levar Guilherme para o Hospital de Doenças Tropicais de Goiânia (HDT), onde o morador de Formosa irá passar pelo exame de verificação da doença. Com três motoristas que trabalham 24h, o hospital da cidade goiana aguarda apenas que o tumulto de pessoas na frente da unidade se tranquilize para que o lutador possa ser levado para Goiânia.

Leia também:  A tatuagem como caminho para a ressocialização

Em nota de esclarecimento, a Prefeitura de Formosa, através do Núcleo de Vigilância Epidemiológica, confirma que o homem de 35 anos esteve recentemente fora do país, especificamente na Croácia e teve escalas em Frankfurt na Alemanha, se enquadra na definição de quadro suspeito para o novo coronavírus (Covid-19), apresentando todos os sintomas do vírus desde o dia 18 de fevereiro e por ter histórico de viagem no exterior.

▼ CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ▼

“É importante dizer que é um caso suspeito e por isso estamos cumprindo todos os protocolos estabelecidos para o Estado de Goiás, encaminhando o paciente para o HDT- Hospital de Doenças Tropicais (Goiânia), no qual toda a equipe foi preparada para recebê-lo e realizar todos os exames necessários para confirmação ou não a suspeita da doença. O paciente encontra-se estável, assintomático e não apresenta nenhuma complicação”, informa a assessoria da Prefeitura.

Leia também:  A tatuagem como caminho para a ressocialização

Continue lendo
Publicidade
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *