Siga o Jornal de Brasília

Grande Brasília

Estudantes terão acesso a Tecnologia e Robótica no DF

As aulas, gratuitas, tem como objetivo inserir os jovens em uma área cada vez mais presente no mundo. Essa é a 1ª fase do programa Passaporte para o Futuro

Avatar

Publicado

em

Com o objetivo de capacitar jovens entre 15 e 18 anos para as chamadas “profissões do futuro”, o Governo do Distrito Federal (GDF) criou 12 laboratórios de robótica e tecnologia em diversas regiões administrativas. Nesses locais, os jovens poderão aprender a manusear softwares livres, impressoras 3D e construir robôs, drones e conceitos de web design. 

Em parceria com o Instituto Campus Party, a iniciativa é da Secretaria de Tecnologia e Inovação (Secti). As aulas, gratuitas, tem como objetivo inserir os jovens em uma área cada vez mais presente no mundo. Essa é a primeira fase do programa Passaporte para o Futuro. A ideia e que sejam abertas 100 unidades até o final de 2021. 

▼ CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ▼

O Sol Nascente e o Paranoá já tiveram seus laboratórios inaugurados, com a presença do Governador Ibaneis Rocha. O do Recanto das Emas será aberto no próximo dia 17. “Vamos capacitar cerca de 40 mil jovens nos próximos 3 anos e a ideia é já colocá-los no mercado de trabalho. A ideia é treina-los para que possam fazer automação de casas, trabalhar com energia fotovoltaica, pilotar drones”, explica o Secretário de Ciência e Tecnologia, Gilvan Máximo.

Leia também:  A tatuagem como caminho para a ressocialização

As turmas serão compostas de 30 alunos por turno (matutino e vespertino), com monitores e orientadores lecionando. Entre 150 e 200 jovens serão formados todo ano, de acordo com o tamanho da unidade. As aulas começam no dia 2 de março.

Todo o material didático e físico será disponibilizado pelo Instituto Campus Party, maior acontecimento tecnológico do Brasil. O projeto consiste em laboratórios com mobiliário, equipamentos de eletrônica para ensino de robótica, impressora 3D, computadores, material didático e internet de alta velocidade.

▼ CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ▼

Cadastro único

Os critérios de seleção dos estudantes serão os mesmos usados para o Cadastro Único. As vagas serão destinadas a alunos de baixa renda, das quais 50% delas para o sexo feminino e 50% para o masculino. Será analisada também a frequência escolar do estudante.

Leia também:  A tatuagem como caminho para a ressocialização

A inscrição pode ser feita pelo site

Laboratórios – 1ª fase do programa:

▼ CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ▼
  • Paranoá
  • Sol Nascente
  • Recanto das Emas
  • Rodoviária do Plano Piloto
  • Itapoã
  • Gama
  • Biotic (Laboratório Avançado)
  • Santa Maria
  • Samambaia
  • Estrutural
  • Café sem Troco
  • Ceilândia*

Continue lendo
Publicidade
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *