Presidente do Pros é indiciado por agressão à filha de 19 anos

Euripedes Gomes de macedo Junior foi intimado para que compareça à delegacia de Planaltina de Goiás na segunda-feira (13) para prestar depoimento sobre o caso

O presidente nacional do Partido Republicano da Ordem Social (PROS), Euripedes Gomes de Macedo Junior, foi indiciado por agressão à filha de 19 anos para ficar com o carro dela, em Planaltina de Goiás.

A situação foi registrada na última quarta-feira (8). Segundo depoimento da vítima à Polícia Civil, com a separação entre Euripedes e a mãe, em 2017, a relação com o pai era conturbada. No dia do ocorrido, o pai chamou-a ao escritório dele, onde deu a ela R$ 15 mil e tomou o carro dela.

Ao não concordar com a proposta do pai, o ex-vereador pegou a chave das mãos da jovem e começou as agressões, até que parou, entrou no carro – jogando pela janela o celular e o carregador da filha – e fugiu. Ele também deve responder pela forma como levou o veículo. Segundo laudo médico, a vítima tem marcas de pancadas e mordidas pelo corpo.

Sem flagrante

Por meio de nota, a defesa de Euripedes informou que “não houve situação de flagrante” e que o político “tampouco encontra-se foragido”.

 

Ainda segundo a nota “desde que se separou da mãe de uma de suas filhas, que possui 19 (dezenove) anos de idade, a relação entre pai e filha tem estado abalada.”, mas que “Eurípedes financiou um carro para a filha que se comprometeu a ir pagando as prestações restantes. No entanto, em razão da filha não ter pagado nenhuma das prestações, o pai a chamou para conversar e decidiu retomar o carro.”.

A defesa ainda alega que “depois de perder o carro, a filha procurou a Delegacia de Polícia de Planaltina/GO para registrar o fato em desfavor do próprio pai.”.

Euripedes foi intimado para que compareça à delegacia da cidade na segunda-feira (13) para prestar depoimento sobre o caso.

Send this to a friend