PCDF deflagra nova operação contra fraudes na CEB

Investigações miram grupo suspeito de fraudar pagamentos de dívidas, desviar materiais de propriedade da companhia, entre outras infrações

A Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) deflagrou nesta terça-feira (14) a segunda fase da Operação Apate. A ação mira um grupo suspeito de cometer fraudes na Companhia Energética de Brasília (CEB).

Segundo investigações, o grupo criminoso é formado por empregados da CEB e por profissionais particulares. Eles estariam promovendo fraudes como troca de titularidade de contas de energia elétrica para fraudar dívidas anteriores, instalação e cadastramento de medidores de energia elétrica de forma irregular, desvio de materiais de propriedade da CEB, entre outras.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


Segundo a PCDF, os três homens procurados nesta terça (14) são diretamente responsáveis por manipular os sistemas informatizados da CEB a fim de dar aparência de legalidade aos crimes praticados. A primeira fase da operação foi deflagrada em outubro de 2019 e teve por objetivo descortinar os esquemas de corrupção. O grupo vinha causando prejuízos estimados em milhões de reais à companhia e, consequentemente, ao Distrito Federal.

São cumpridos três mandados de prisão temporária e seis mandados de busca e apreensão na sede da CEB no Setor de Indústria e Abastecimento (SIA), no posto do Na Hora do Gama e nas casas dos investigados, localizadas em Taguatinga e no Novo Gama-GO. A Divisão de Repressão ao Crime Organizado (Draco) é responsável pelos mandados. O  Ministério Público do Distrito Federal (MPDFT) auxilia na operação.

Tags
Send this to a friend