Intercambistas celebram culturas em Brasília

Evento organizado pela Aiesec teve apoio da Secretaria de Turismo

Neste domingo (26) mais de 60 jovens de 19 nacionalidades se reuniram no Centro de Atendimento ao (CAT) da Praça dos Três Poderes para trocar experiências e celebrar suas culturas. Foi a primeira edição de 2020 do Global Village Brasília, uma feira multicultural realizada pela Aiesec Brasil, o maior movimento de liderança jovem do mundo, que promove o intercâmbio entre mais de 120 países.

Três vezes ao ano a instituição realiza encontros entre os intercambistas que estão em Brasília e, pela segunda vez, a festa foi apoiada pela Secretaria de Turismo do DF, que cedeu o espaço da Casa de Chá. “Essa iniciativa é importantíssima para unir os povos e as nações. Nós desejamos que cada um dos intercambistas tenham uma experiência muito feliz em Brasília. A nossa cidade tem muito prazer em receber jovens de todo o mundo”, disse a secretária de Turismo do DF, Vanessa Mendonça. O intercâmbio com instituições de vários países e o trabalho com as embaixadas para promoção de Brasília como destino turístico faz parte das ações prioritárias da Setur.

Os intercambistas participantes do Global Village realizam trabalhos voluntários pela Aiesec no Distrito Federal. “Essa é uma ótima oportunidade para que haja interação entre os participantes do intercâmbio, e também um momento para apresentar o nosso trabalho para os moradores da cidade que não nos conhecem”, conta a presidente da Aiesec em Brasília, Isabela Fan, de 23 anos.

A estudante peruana Brunella Zavala tem 18 anos, chegou a Brasília em janeiro e fica na cidade até fevereiro. Essa é a segunda vez que ela vem ao Brasil. Diz que o que mais gosta é da cultura brasileira. “As pessoas são muito solícitas, toda vez que me perdi teve gente que me ajudou e esperou chegar o ônibus que eu deveria pegar. Nós organizamos eventos para sair, para fazer turismo, e é muito divertido porque compartilhamos com pessoas de todo o mundo. Também gosto muito da comida, adoro pão de queijo e, mesmo não sendo de comer muitas frutas, aqui estou comendo todos os dias. Estou triste por ter que voltar”, destacou.

 

Durante o encontro, eles fizeram uma roda de conversas para se conhecerem e apresentaram músicas, danças e a culinária de seus respectivos países. Para celebrar a cultura brasileira foi apresentada uma roda de capoeira do grupo Raízes do Brasil.

A Aiesec é considerada a maior organização sem fins lucrativos gerida por jovens no mundo. Presente em mais de 120 países e territórios, tem como objetivo alcançar a paz e o preenchimento das potencialidades humanas por meio de intercâmbios sociais e profissionais, que proporcionam aos jovens uma experiência de desenvolvimento de liderança fora da sua zona de conforto.

Em Brasília, a Aiesec atua há mais de 20 anos e entrega experiências vinculadas aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da Organização das Nações Unidas (ONU).

Com informações da Agência Brasília. 

Tags
Send this to a friend