Siga o Jornal de Brasília

Grande Brasília

Ação contra dengue no sábado recebe reforço

Com mais 200 homens, força-tarefa mobilizará 700 militares do Corpo de Bombeiros

Avatar

Publicado

em

Neste sábado (31) a Secretaria de Saúde promove uma nova mobilização para combater o Aedes aegypti, mosquito transmissor da dengue e de outras arboviroses. A força-tarefa receberá o reforço de 700 militares do Corpo de Bombeiros do Distrito Federal – 200 a mais que na primeira ação, no último sábado (25). A mobilização vai a campo das 8h30 às 14h.

Desta vez as equipes da Vigilância à Saúde e os bombeiros visitarão residências em Ceilândia, Sol Nascente/Pôr do Sol, Samambaia, Taguatinga e Brazlândia. Serão feitas inspeções domiciliares com tratamento biológico e instalação de armadilhas, assim como na primeira mobilização. O ponto de concentração será na praça em frente à Administração Regional de Ceilândia.

▼ CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ▼

“O objetivo é visitar as residências e fazer o trabalho de educação em saúde e identificação de focos do mosquito. Esse trabalho é essencial para a redução do número de casos nessas regiões, pois orienta a população sobre as doenças transmitidas pelo inseto e como prevenir o seu aparecimento”, afirmou o subsecretário de Vigilância à Saúde do DF, Divino Valero.

Na primeira ação, as visitas do Dia D de Combate à Dengue foram feitas no Guará, São Sebastião, Sobradinho, Fercal e Planaltina. Ao todo, mil imóveis foram inspecionados pelos bombeiros. Na ocasião, a chuva e o mau tempo impediram que mais locais fossem vistoriados.

 

Agora, a força-tarefa contará com cerca de 40 agentes e dez viaturas da Vigilância Ambiental, além dos 700 militares e 12 viaturas do Corpo de Bombeiros.

▼ CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ▼

Além das ações desenvolvidas pelo poder público, a área técnica recomenda ser essencial que cada um faça a sua parte. Para a efetividade da ação, é preciso que os moradores estejam atentos para receber os militares e os agentes da Saúde nesse esforço concentrado de enfrentamento da doença. Segundo os técnicos, o cidadão tem papel fundamental na luta contra o mosquito.

Além disso, a Vigilância Ambiental realizou um treinamento para 400 militares do Corpo de Bombeiros com o objetivo de orientar e atualizar informações sobre o enfrentamento à dengue. Os militares foram preparados para esta ação com foco na inspeção dos domicílios, no tratamento dos possíveis criadouros da dengue e na orientação da população para eliminar o problema da proliferação do mosquito.

Durante todo o ano, a Vigilância Ambiental realiza um trabalho constante de visita às residências e locais com prováveis focos do mosquito Aedes aegypti, disseminando informações e orientações para os cuidados preventivos no enfrentamento da doença.

▼ CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ▼

São realizados manejos ambientais com coleta de inservíveis dos imóveis, aplicação de fumacê, educação ambiental, mobilizações sociais em feiras, escolas, shopping, unidades de saúde e escolas.

Além das ações de controle vetorial, há um monitoramento semanal dos casos suspeitos de dengue, com sinais de alarme, casos graves e óbitos, que subsidia a tomada de decisão e o desencadeamento de ações.

A Secretaria de Saúde registrou 47.393 casos prováveis de dengue, entre dezembro de 2018 e dezembro de 2019. Desse total, 44.311 são de residentes no Distrito Federal e 3.082 em outros estados.

▼ CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ▼

Os principais sintomas da dengue são febre alta, náusea, vômito, manchas avermelhadas pelo corpo, dor de cabeça, dor no corpo, dor em volta dos olhos e sinal de sangramento. Diante desses sintomas, o paciente deve buscar atendimento em uma unidade básica de saúde (UBS) mais próxima (veja a lista de UBSs em todo o DF).

Com informações da Agência Brasília. 

Continue lendo
Publicidade
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *