Brasília terá Praça Marielle Franco

Marielle Franco
Câmara Legislativa aprovou criação de espaço com o nome da ex-vereadora no Setor Comercial Sul. Capital se junta a mais de 150 lugares do mundo que homenageiam Marielle

Praças, bibliotecas, jardins, prédios públicos, ruas e avenidas. Mais de 150 lugares do mundo hoje se chamam Marielle Franco. A capital do Brasil agora se une a diversos países que decidiram eternizar o legado da ex-vereadora carioca, executada no exercício do mandato. Projeto de autoria do deputado Distrital Fábio Felix (PSOL) foi aprovado hoje (5) pelo plenário da Câmara Legislativa. Iniciativa já tinha sido validada pela população – de forma unânime – em duas audiências públicas realizadas pelo mandato do parlamentar.

O local escolhido para a criação da Praça foi o Setor Comercial Sul (próximo à Galeria dos Estados). Para Fábio Felix, a aceitação do Projeto de Lei é uma vitória “contra o ódio e contra a intolerância”. “A execução de Marielle é um grave atentado à democracia brasileira. Não podemos achar natural que uma parlamentar, legitimamente eleita, tenha sua vida interrompida por defender os direitos das minorias e das populações vulneráveis. Exigimos justiça para Marielle e ocuparemos essa praça com muita cultura e resistência para que a memória dela se mantenha viva”, afirmou.  

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


O presidente da Comissão de Direitos Humanos da Câmara Legislativa também destacou que a aprovação da matéria vem em momento oportuno da conjuntura, “quando novas denúncias, envolvendo diretamente o nome do presidente da República, podem dar outro rumo para a investigação acerca das motivações políticas que levaram ao assassinato de Marielle e de Anderson”. O parlamentar também explicou que a medida trará benefícios para toda a coletividade, a partir do momento em que será criada uma praça com bancos, arborização, infraestrutura e mais segurança para a população. 

Abertas as inscrições para Prêmio Marielle Franco de Direitos Humanos

Ações da sociedade civil em prol da promoção de direitos e da cidadania serão premiadas, no dia 28 de novembro, pela Câmara Legislativa do DF. Organizações, empresas, personalidades e servidores podem se inscrever. Trata-se de reconhecimento da Comissão de Direitos Humanos da CLDF ao trabalho de defensoras e defensores de direitos humanos em diversas áreas de atuação. As indicações podem ser feitas até o dia 8 de novembro no site https://fabiofelix.com.br  

Qualquer pessoa pode se indicar ou indicar alguém.  Serão 10 premiados em diferentes áreas de atuação. Servidores da Câmara Legislativa não poderão concorrer ao prêmio, que é restrito a projetos realizados no DF. Aos escolhidos serão concedidos diplomas e medalhas de honra ao mérito.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Send this to a friend