71 servidores tem carga horária maior

Brazlândia foi a região mais beneficiada com a medida

A Secretaria de Saúde ampliou a carga horária de 71 servidores da pasta, de 20 para 40 horas semanais. A intenção é aumentar a assistência dos profissionais nas regiões. A região administrativa mais beneficiada foi Brazlândia, que teve 22 técnicos de enfermagem com a jornada de trabalho estendida. Os nomes dos servidores contemplados e os locais onde atuam foram publicados no Diário Oficial do Distrito Federal​ (DODF) desta quarta-feira (27).

“A ampliação em Brazlândia vai possibilitar o funcionamento adequado da Sala Amarela do Pronto-socorro do hospital, deixando a Sala Vermelha mais efetiva para atender aos casos mais graves. Essa é uma ação articulada para promover a melhor assistência à população daquela região”, afirmou a subsecretária de Gestão de Pessoas da Secretaria de Saúde, Silene Almeida.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


Assim como Brazlândia, também foram beneficiados os hospitais do Gama (HRG), Asa Norte (Hran), Paranoá (HRL), Sobradinho (HRS), Ceilândia (HRC) e Materno Infantil de Brasília (Hmib), além de áreas estratégicas, como o Complexo Regulador do Distrito Federal (CRDF) e unidades das regiões de Saúde Oeste e Sudoeste.

“No Hmib, por exemplo, serão 10 técnicos de enfermagem e três enfermeiros. Com essa ampliação, já pactuada com a gestão, será possível reabrir os seis leitos da UTI neonatal, atendendo uma carência muito grande da rede pública de saúde”, informou a subsecretária.

A gestora ressaltou que a medida também será benéfica para os cofres públicos, porque as ampliações foram feitas em vagas de retratação. “Ou seja, são de servidores que tinham carga horária de 40 horas, pediram a redução para 20 horas e voltaram para 40 de novo. Esse banco de horas fica disponível para atender as necessidades da gestão, e usamos para fortalecer os serviços nos locais onde precisam da ampliação”, disse Silene Almeida.

Especialidades

Com os 71 servidores, 1.420 horas a mais de atendimento serão ofertadas em diversas especialidades. Ao todo, são 20 médicos, entre ginecologistas obstetras, neonatologistas e cardiologistas. Também estão inclusos 36 técnicos de enfermagem, sete técnicos administrativos, três enfermeiros, um fisioterapeuta, um psicólogo, um cirurgião dentista, um técnico em higiene bucal e um auxiliar operacional de serviços diversos (AOSD) em ortopedia.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


 

“Esperamos que os servidores contemplados se motivem mais ainda e que retribuam isso em serviços de excelência, uma atenção mais humanizada e também mais efetiva à população. O objetivo é contribuir com uma assistência melhor aos pacientes”, declarou o secretário de Saúde, Osnei Okumoto.

Ampliações

Com essa medida, a Secretaria de Saúde já ampliou a carga horária de 470 servidores este ano, de 20 para 40 horas semanais de trabalho. Isso totaliza 9,4 mil horas a mais de atendimentos à população.

Em setembro deste ano, 328 profissionais de saúde foram contemplados. Em agosto, a pasta ampliou a carga horária de outros 71 servidores. Áreas estratégicas foram beneficiadas na época, como unidades básicas de saúde (UBS), hospitais e setores administrativos, como o Fundo de Saúde do DF.

Com informações da Agência Brasília.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Send this to a friend