Caso Noélia: Polícia Civil conta detalhes sobre suspeito encontrado

Suspeito ainda não falou nada no depoimento, mas diz que quer contribuir para as investigações

Na tarde desta quinta-feira (24) a Polícia Civil contou detalhes sobre a investigação do caso Noélia. A mulher foi encontrada na sexta-feira (18) em uma rua do Assentamento 26 de Setembro, na região de Vicente Pires. 

Noélia Rodrigues de Oliveira havia desaparecido após sair do trabalho. A vítima foi vista, pela última vez, por volta de 22h de quinta-feira (17) enquanto saía do serviço no Brasília Shopping, na Asa Norte, e seguia para uma parada de ônibus. 

O suspeito de ter assassinado a moça é Almir Evaristo Ribeiro, operador de máquinas de 43 anos.  A delegada Dra Adriana da 38ª DP contou que a Polícia Civil usou ferramentas de inteligência para conseguir colocar o suspeito, na cena do crime, no local e na hora certa do ocorrido. Segundo Adriana os dois mantinham uma relação extraconjugal há quatro meses e a motivação do crime ainda é desconhecida. 

“O que sabemos é que a carona que Noélia pegou era de Almir e também  conseguimos acesso ao extrato telefônico dela que mostrava muitas ligações duradouras entre os dois e comprovou uma relação extraconjugal. Além disso foi confirmado que o marido dela recebeu uma mensagem de consolo do suspeito no dia do enterro”, disse a delegada. 

Rotina e família

Ainda segundo a Polícia Civil a esposa do suspeito disse que imaginava que a relação existia, mas não queria acreditar. Almir negou o crime e a relação inicialmente, mas depois disse que iria ajudar nas investigações. Porém quando foi prestar depoimento preferiu ficar em silêncio. 

Segundo investigações Almir trabalhava o dia inteiro e voltava para casa somente de noite e no dia do crime ele voltou mais tarde que o normal, mas segundo familiares não mudou nenhuma atitude. Não se sabe se o crime foi planejado e segundo laudos do IML não existe vestígio de luta corporal. 

Marcos Paulo Mendes Santana de 42 anos é marido de Noélia e também está sendo investigado por ser muito ciumento. A delegada conta que estão conferindo se todos os álibis indicados por ele são realmente verdadeiros. 

Com informações da PCDF. 

Send this to a friend