Serpente foge durante tratamento no Zoológico de Brasília

Zoológico afirma que animal não oferece riscos a humanos. Equipes procuram pela cobra há 16 dias.

Uma serpente píton-indiana fugiu do hospital veterinário do Zoológico de Brasília, enquanto passava por tratamento. A fuga ocorreu no dia 12 de setembro e, desde então, equipes do local têm realizado buscas diárias. No entanto, o animal ainda não foi encontrado.

Segundo o Zoológico, a “espécie é de porte pequeno e não oferece riscos à sociedade, visto que não é peçonhenta e se alimenta de pequenos roedores”. O comprimento da cobra que escapou não foi informado.

Até agora, a equipe técnica sabe que a cobra fugiu para uma região de mata que fica próximo ao zoológico, de aproximadamente 440 hectares. No local também vivem outros animais.

Ainda de acordo com a administração do zoológico, “os órgãos ambientais locais estão cientes da situação e as buscas continuarão pelos próximos dias”.

Serpentes no Zoológico de Brasília — Foto: Zoológico de Brasília/Divulgação

Píton-indiana

A serpente píton-indiana é geralmente encontrada na Índia e em países no sudeste asiático, como Nepal, Paquistão e Sri Lanka. A espécie pode chegar a até 3 metros de comprimento e não é venenosa. No entanto, consegue sufocar a presa ao se enrolar no corpo dela.

Adicionar Comentário

Clique aqui para adicionar um comentário

dezoito − cinco =

Send this to a friend