167 faixas de pedestres foram revitalizadas neste fim de semana

Nesta semana, equipes diurnas e noturnas atuarão em cinco locais. A meta é concluir a sinalização de 360 faixas consideradas prioritárias

Os trabalhos não param nem no fim de semana: entre 21 e 22 de setembro, 167 espaços em seis regiões administrativas receberam nova pintura. Faixas de pedestres passam por revitalização em todo o Distrito Federal. A medida serve para dar mais segurança aos pedestres da capital.  O Departamento de Trânsito do Distrito Federal (Detran-DF) montou um cronograma para os próximos dias com a meta de alcançar outros 360 pontos considerados prioritários em Planaltina, Plano Piloto, Núcleo Bandeirante, Taguatinga e Ceilândia.

No fim de semana, Asa Norte, Taguatinga, Samambaia, Planaltina, Candangolândia e Núcleo Bandeirante receberam as equipes. Nesta semana, em um esquema especial, equipes diurnas e noturnas estão escaladas para tratar de travessias próximas a escolas, hospitais, terminais rodoviários e locais de grande movimentação de pessoas. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


Segundo o Detran, por enquanto, a revitalização é realizada com uma nova pintura nas faixas, mas, em breve, isso mudará. Equipamentos para a realização de lavagem da sinalização estão sendo adquiridos. Quando estiverem em condições de uso, serão distribuídos para equipes montadas com efetivo da Fundação de Amparo ao Trabalhador Preso (Funap), órgão vinculado à Secretaria de Justiça e Cidadania (Sejus).

“Com certeza dá mais segurança para atravessar a pista”, comemora a aposentada Ana Maria, 68 anos. Ela revela que motoristas usavam a sinalização apagada como justificativa para ignorar o pedestre. “É preciso ter mais educação”, pede a moradora da Asa Norte, onde houve maior número de recuperações: 59. 

Na Candangolândia, seis faixas foram revitalizadas. Para a cuidadora de idosos Marly Pereira, 33 anos, a medida é essencial para garantir a segurança. Ela, que faz questão de passar pelo trajeto mesmo quando não há veículos na pista, valoriza a pintura nova. “Deixa mais visível e, consequentemente, mais seguro. Assim o motorista consegue ver a faixa de longe”, diz. 

Moradora da cidade há mais de 15 anos, Marly acredita que o processo de recuperação das faixas de pedestres da capital deve priorizar algumas áreas. “É ainda mais importante na frente de escolas, postos de saúde e locais de grande fluxo de pessoas”, opina. 

Em frente à Escola Classe 2 da Candangolândia a pintura está novinha. Por ali passam cerca de 450 estudantes todos os dias, além de pedestres que se deslocam até o ponto de ônibus logo em frente. “Essa pintura faz diferença para a segurança, mas também é preciso educação dos motoristas, que muitas vezes não param”, cobra o analista ambiental Michael Jackson, 30 anos. Para ele, uma pintura mais visível desperta a atenção do motorista.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


 

Como funciona a recuperação 

Segundo o Detran, o trabalho de recuperação das travessias começa com planejamento. A Diretoria de Engenharia faz um mapeamento dos pontos mais críticos onde há muita circulação de pedestres. A partir desse levantamento, as equipes se deslocam para os locais mapeados. 

Nos pontos indicados, os trabalhadores limpam o asfalto e aplicam a pintura, sempre em uma faixa de rolamento por vez. A autarquia revela que a prioridade de revitalização é nos períodos noturnos e aos fins de semana, para não prejudicar o fluxo de veículos e a segurança das equipes de sinalização.

A ação não termina com a conclusão da pintura. No endereço, as equipes ainda verificam o estado das placas verticais de advertência para saber se é necessária a troca. Por último, a faixa recuperada passa por um processo de georreferenciamento. Desse modo, a localização exata é arquivada e começa o período de garantia, que pode durar até dois anos. Desde o início do ano, quase dois mil pontos foram revitalizados. 

DER também atua 

Na sexta-feira (20), o Departamento de Estradas de Rodagens (DER-DF) iniciou a renovação da pintura das 38 faixas do Pistão Sul, na DF-001 (EPCT – Estrada Parque Contorno). As faixas de rolamento também serão recuperadas. Depois será a vez de o Pistão Norte passar pela recuperação das 26 passagens de pedestres. O trabalho de revitalização está programado para durar aproximadamente 20 dias.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


Com informações da Agência Brasília.

Adicionar Comentário

Clique aqui para adicionar um comentário

dezoito + 3 =

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Send this to a friend