Siga o Jornal de Brasília

Grande Brasília

MPDFT cria projeto para obstetrícia no Hospital Regional de Samambaia

Reunião definiu ações dentro do projeto Parto Seguro

Avatar

Publicado

em

Representantes da Secretaria de Saúde participaram, nesta quinta-feira (8), de uma reunião no Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) para discutir melhorias para a obstetrícia do Hospital Regional de Samambaia (HrSam). A pauta foi o projeto Parto Seguro, criado pelo ministério para atuar em parceria com a secretaria.

“Foram discutidas várias ações para auxiliar o hospital nos processos de trabalho interno deles, para que o Ministério Público possa ajudar em projetos específicos de melhoria de ambiência e até em possível aquisição de equipamentos”, frisou a chefe da Assessoria de Redes de Atenção à Saúde, Camila Gaspar. A ideia pode se estender para outros hospitais da rede, mas ainda é um projeto para o futuro.

▼ CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ▼

Na reunião foram citadas ações que a Secretaria de Saúde irá desenvolver para melhorar o atendimento no HrSam. “Será feita capacitação de servidores, envolveremos mais as equipes da atenção primária com a obstetrícia do hospital para aumentar o vínculo da gestante, frisando que ela pode conhecer a maternidade antes do parto”, destacou Camila Gaspar.

Leia também:  Ibaneis sanciona criação da Universidade do Distrito Federal

Uma das primeiras ações nesse sentido será conhecida na semana que vem: um curso para gestantes dentro do Hospital Regional de Samambaia.

Participaram da reunião delegados e representantes do Conselho Regional de Medicina, do Sindicato dos Médicos e do Instituto Médico Legal (IML). O encontro da Saúde com o MPDFT e os demais órgãos e entidades fazem parte das ações de melhorias no HrSam após denúncias na área de ginecologia e obstetrícia.

▼ CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ▼

Além da reunião, outras ações foram pactuadas.

Com informações da Agência Brasília

Continue lendo
Publicidade
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *