MPDFT cria projeto para obstetrícia no Hospital Regional de Samambaia

Reunião definiu ações dentro do projeto Parto Seguro

Representantes da Secretaria de Saúde participaram, nesta quinta-feira (8), de uma reunião no Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) para discutir melhorias para a obstetrícia do Hospital Regional de Samambaia (HrSam). A pauta foi o projeto Parto Seguro, criado pelo ministério para atuar em parceria com a secretaria.

“Foram discutidas várias ações para auxiliar o hospital nos processos de trabalho interno deles, para que o Ministério Público possa ajudar em projetos específicos de melhoria de ambiência e até em possível aquisição de equipamentos”, frisou a chefe da Assessoria de Redes de Atenção à Saúde, Camila Gaspar. A ideia pode se estender para outros hospitais da rede, mas ainda é um projeto para o futuro.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


Na reunião foram citadas ações que a Secretaria de Saúde irá desenvolver para melhorar o atendimento no HrSam. “Será feita capacitação de servidores, envolveremos mais as equipes da atenção primária com a obstetrícia do hospital para aumentar o vínculo da gestante, frisando que ela pode conhecer a maternidade antes do parto”, destacou Camila Gaspar.

Uma das primeiras ações nesse sentido será conhecida na semana que vem: um curso para gestantes dentro do Hospital Regional de Samambaia.

Participaram da reunião delegados e representantes do Conselho Regional de Medicina, do Sindicato dos Médicos e do Instituto Médico Legal (IML). O encontro da Saúde com o MPDFT e os demais órgãos e entidades fazem parte das ações de melhorias no HrSam após denúncias na área de ginecologia e obstetrícia.

Além da reunião, outras ações foram pactuadas.

Com informações da Agência Brasília

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


 
Tags
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE