Frente em defesa da cultura conta com deputado que vem da arte

Claudio Abrantes deu início a sua vida pública no papel de Cristo, na Via Sacra de Planaltina, e hoje atua como fotógrafo. Como parlamentar, viabilizou inúmeros projetos no DF

O deputado distrital Claudio Abrantes (PDT) participa, nesta segunda-feira pela manhã (1/4), na Câmara Legislativa do Distrito Federal, do lançamento da Frente Parlamentar de Promoção dos Direitos Culturais. A frente foi proposta e criada por ele, em conjunto com outros parlamentares.

“Faço questão de trabalhar pela cultura. Reconheço-a como uma atividade que gera renda, movimenta a economia, emprega famílias. Além disso, ajuda a construir a identidade de nossa gente”, enfatizou.

Como líder do governo na Câmara, sua participação e protagonismo na frente são essenciais para as práticas culturais do Distrito Federal, beneficiando toda a população.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


Claudio Abrantes é, hoje, um dos deputados distritais cuja história mais se identifica com a cultura do Distrito Federal. É ator desde a década de 1990, e deu início a sua vida pública no papel de Cristo, na Via Sacra de Planaltina, por dez anos. “Esse período da minha vida que atuei na Via Sacra de Planaltina estará sempre comigo, pois faz parte da minha história e da minha ligação com a fé, com a cultura, com a minha cidade e com o DF como um todo. E cultura é isso, é identidade e movimento”, disse o deputado, que ainda hoje é lembrado como Cristo.

Atualmente, Claudio Abrantes segue participando fielmente da montagem, embora não seja mais como Cristo. Ele cumpre todo o trajeto exercitando outra atividade cultural que pratica, que é a fotografia.

“Descobri a fotografia há mais de 20 anos e foi paixão para a vida inteira”, enfatizou.

Além de traços autobiográficos, sua ligação com a cultura também envolve seus mandatos, uma vez que o parlamentar já viabilizou inúmeros projetos em todo o Distrito Federal. Muitas dessas iniciativas, inclusive, apesar de serem tradicionais, só tiveram continuidade por causa da intervenção do deputado. Uma delas é a própria Via Sacra.

Agora, o parlamentar trabalha pela preservação e melhora do Fundo de Apoio à Cultura (FAC) e da Lei de Incentivo à Cultura (LIC). Na semana passada, inclusive, ele participou de fórum de cultura onde falou sobre o tema.

Adicionar Comentário

Clique aqui para adicionar um comentário

dois × um =

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Send this to a friend