Corpo de universitária é encontrado boiando no Lago Paranoá; suspeito é preso

Ela era moradora do Paranoá e, segundo amigos, era estudante universitária. A polícia prendeu um suspeito, também de 19 anos e morador da Asa Norte, e aguarda resultado da perícia para ter certeza da causa da morte

A Polícia Civil do Distrito Federal investiga a morte da estudante universitária Natália Ribeiro dos Santos Costa, de 19 anos. O corpo dela foi resgatado pelo Corpo de Bombeiros, na tarde desta segunda-feira (1º), no Lago Paranoá.

A jovem estava desaparecida desde domingo (31), quando participou de uma festa no Clube Almirante Alexandrino, que pertence à Marinha, no Setor de Clubes Norte, em Brasília. A vítima foi ao local com amigos que disseram à polícia que só perceberam o sumiço da estudante quando decidiram ir embora, por volta das 18h.

Natália Ribeiro dos Santos Costa, de 19 anos, era estudante universitária; corpo foi encontrado nesta segunda-feira (1º) no Lago Paranoá — Foto: Arquivo pessoal
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


Uma das amigas de Natália contou que a universitária se afastou do grupo acompanhada de um convidado. Os dois teriam ido para a beira do lago e, desde então, ela não foi mais vista.

Nesta segunda (1º), o rapaz suspeito foi levado à delegacia, onde prestou depoimento. Aos agentes, o jovem disse que não conhecia Natália e que se aproximou dela no local. Ele contou ainda que foi mordido pela vítima ao dizer que “tinha namorada”.

Segundo o jovem, depois de saber que ele era “comprometido”, Natália se afastou e seguiu para o lago até que ele a “perdeu de vista”. O rapaz afirmou que, depois disso, chamou um carro de aplicativo e foi para casa, acompanhado da namorada.

Bombeiros resgataram corpo da universitária Natália Ribeiro Costa do Lago Paranoá, em Brasília. Foto: Corpo de Bombeiros/ Divulgação

O que diz o Clube Almirante Alexandrino

Em nota, o Comando do 7º Distrito Naval, responsável pelo clube Almirante Alexandrino – onde o corpo da jovem foi encontrado – disse que uma das churrasqueiras foi alugada, por um sócio, para um evento particular no domingo.

“A Marinha do Brasil abriu um procedimento administrativo para o esclarecimento do acontecido e, junto com o Clube Almirante Alexandrino, está colaborando com asa autoridades policiais para elucidação dos fatos”, diz o comunicado.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


 

Adicionar Comentário

Clique aqui para adicionar um comentário

cinco × um =

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Send this to a friend