GDF e empresa farmacêutica definem instalação de fábrica no Polo JK

Medida vai gerar, no mínimo, 300 empregos diretos e mais desenvolvimento para a economia do DF

O Governo do Distrito Federal e a empresa EMS S/A assinaram um protocolo de intenções nesta quinta-feira (21/3) para a instalação de uma fábrica do grupo, líder farmacêutico do país, no Polo de Desenvolvimento JK, em Santa Maria.

A medida vai gerar 300 empregos diretos, além da expectativa de outros milhares de forma indireta. O acordo foi feito pelo governador Ibaneis Rocha, acompanhado do secretário de Fazenda, André Clemente, de Justiça e Cidadania, Gustavo Rocha, e do presidente da Agência de Desenvolvimento (Terracap), Gilberto Occhi. A comitiva do Executivo local viajou a Hortolândia (SP), onde está sediada a empresa, para selar o compromisso.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


O acordo, mais uma feito de forma integrada pelo GDF, contou ainda com a participação das secretarias de Desenvolvimento Econômico, de Desenvolvimento Urbano e Habitação e do Banco de Brasília (BRB). “Estamos começando uma nova era de negócios no Distrito Federal. Empresas serão bem-vindas, empresários serão bem tratados e vamos criar emprego e renda. Vamos continuar buscando empresas que quiserem participar deste momento e aproveitar as facilidades que o DF oferece, como a logística, qualidade de vida e segurança jurídicas”, afirmou o governador.

A EMS se comprometeu a aplicar integralmente recursos oriundos de financiamentos que vier a obter na fábrica instalada em Santa Maria. Também prometeu investir e elevar a empregabilidade e geração de renda. mantendo, no mínimo, 300 empregos diretos na fábrica. Contratar serviços terceirizados de empresas estabelecidas no DF, a qualificação e o zelo pela saúde e segurança dos funcionários também foi uma das exigências do GDF.

Outro trato será o de desenvolver ações sem causar prejuízo ao meio ambiente e quitar todos os financiamentos que forem concedidos à EMS S/A.

O governo local, por sua vez, se compromete a assinar a escritura definitiva do imóvel ocupado pela empresa no Polo JK. Benefícios de crédito, como o de 60% referente ao Imposto sobre Operações Relativas à Circulação de Mercadorias e sobre Prestações de Serviços de Transporte Interestadual e Intermunicipal e de Comunicação – ICMS reforçam o protocolo de intenções.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


 

Pelo prazo de 15 anos, a EMS estará isenta do Imposto sobre a Propriedade Predial e Territorial Urbana – IPTU e da Taxa de Limpeza Pública.

“O trabalho que estamos desenvolvendo é no sentido de trazer mais investimentos da EMS para Brasília. Uma nova fábrica e área logística para que a cidade possa ser área de distribuição dos medicamentos que serão embalados aqui. É uma oportunidade de geração de emprego importante, um emprego qualificado”, destaca Gilberto Occhi. A Terracap ficará responsável pela viabilidade do terreno, situado dentro de uma área que a companhia enxerga como crucial para o crescimento e desenvolvimento do DF.

Titular da secretaria de Fazenda, André Clemente também pontuou os benefícios do acordo.

“É uma grande indústria, um grande potencial de faturamento e arrecadação para o DF, de muita pesquisa e tecnologia e perspectiva para ocorrer esse ano ainda”.

No documento do protocolo de intenções, o GDF destaca a ampliação da “capacidade da economia local na produção de bens e serviços e na efetiva geração de empregos diretos e indiretos, renda, receita tributária e promoção do desenvolvimento econômico e social no Distrito Federal”.

Adicionar Comentário

Clique aqui para adicionar um comentário

onze + dezessete =

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Send this to a friend