SOS Segurança prevê aumento de gratificação à PM e mais delegacias 24 horas

O governador Ibaneis Rocha (MDB) anunciou, na tarde desta sexta-feira (11/1), mais uma etapa do SOS DF.

Desta vez, o foco foi a segurança pública. Na praça do Buriti, mais de 600 bombeiros e policiais militares, além de dezenas de agentes do Detran e de policiais civis, acompanharam a oficialização programa.

Dentre as medidas emergenciais para o setor, Ibaneis Rocha disse que inicialmente injetará R$ 300 milhões para a gratificação de trabalho voluntário das polícias Civil e Militar. Os servidores receberão R$ 400 por trabalho extra realizado em dia de folga.
 
Hoje, apenas os militares podem fazer esse serviço e recebem R$ 300 por hora extra.
 
“Pretendemos levar em torno de 300 policiais às ruas para trazer de volta a sensação de segurança para a população. A previsão é de que seja possível aumentar em 25 mil horas mensais o trabalho da PM.”
 
O governador pretende trazer estender a medida a agentes da Polícia Civil. Para isso, é necessário encaminhar Projeto de Lei com a proposta à Câmara Legislativa.
 
“Nosso objetivo é reabrir todas as delegacias do DF em tempo integral”, afirmou.
 
Ibaneis Rocha também garantiu paridade salarial entre as polícias Federal, Civil e Militar.
 
“Criamos uma ordem de serviço com o sindicato de cada uma das categorias para discutirmos e garantirmos esta proporcionalidade”, esclareceu.
 
O prazo é de 15 dias para o lançamento do estudo, que contará com o auxílio do secretário da Fazenda, André Clemente, e do de Segurança, Anderson Torres, na elaboração. 
 
Todas as ações visam garantir a qualidade do serviço de segurança, conforme garantiu o emedebista:
 
“Vivemos um momento em que os cidadãos estão aprisionados e os bandidos, soltos. Vamos dar todo o suporte para a polícia”. 
 
Sarah Peres
Leia mais no Correio 

BDF na Rede

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Send this to a friend