Siga o Jornal de Brasília

Grande Brasília

Wellington Luiz: a verdade sempre prevalece

Publicado

em

Após ser impedido de fiscalizar a má situação no Instituto Hospital de Base, o vice-presidente da Câmara Legislativa do DF, deputado Wellington Luiz (MDB) veio a público se manifestar sobre a denúncia de negligência no atendimento de Maria Aparecida por falta de equipamento, insumo e UTI.

Saiba mais:

Burocracia leva mulher a óbito no Instituto Hospital de Base

Ao chegar no hospital, os agentes de seguranças terceirizados pelo GDF cumpriram determinação do governador Rodrigo Rollemberg, impedindo a entrada do parlamentar, que por Lei está credenciado com trânsito livre para fiscalizar qualquer órgão público com suspeita de irregularidade.

Em nota o deputado Wellington Luíz esclarece os fatos ocorrido no Instituto Hospital de Base.

NOTA À IMPRENSA

▼ CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ▼

O deputado Wellington Luíz vem a público esclarecer os fatos ocorridos no dia 9 de setembro de 2018, nas dependências do Instituto Hospital de Base.

Ao receber denúncia de natureza gravíssima, o parlamentar, deslocou se à mencionada unidade, onde se identificou na portaria de entrada por duas vezes, e uma terceira vez,  já no 4º andar do Instituto, local escolhido inicialmente para referida fiscalização.

Cabe ressaltar que é dever de ofício do parlamentar, fundamentado na Lei Orgânica do Distrito Federal, em seu artigo 60, inciso XVI, fiscalizar os atos do Poder Executivo.

Na ocasião, o deputado e sua equipe foram impedidos, inclusive com ameaça de um vigilante de sacar a sua arma. A ação descabida daquele servidor terceirizado gerou a reação de contenção, tanto por parte da própria colega de trabalho, quanto pelo assessor do parlamentar, como fica claramente demonstrado nas imagens feitas por testemunhas do ocorrido.

Contudo, o que se deve observar é o objetivo principal da fiscalização: uma paciente morreu naquelas dependências por falta de equipamentos básicos no pronto atendimento à situação de emergência, medicamentos que poderiam salvar a vida da paciente em questão, e ainda, segundo relatados da própria médica que acompanhava o caso, por falta de preparo da equipe e gestores da unidade de tratamento intensivo que, mesmo após informarem ter a vaga solicitada pela citada médica, alegaram não ser a prioridade no atendimento.

▼ CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ▼

Por fim, informamos que tudo que foi apurado é objeto de denúncia formulada pelo deputado Wellington Luíz aos órgãos de fiscalização do DF e da União.

Assessoria de Comunicação

Deputado Wellington Luiz

Josiel Ferreira
Tudo Ok Notícias

▼ CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ▼

Continue lendo
Publicidade
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta