No DF, homem vai até o trabalho da ex, ataca o carro dela e tenta agredi-la

Um homem de 30 anos foi preso na manhã dessa segunda-feira (3), no Gama, após descumprir uma medida protetiva e tentar atacar ex-mulher.

Em um acesso de fúria, o acusado foi até a farmácia onde a ex trabalha e quebrou os vidros do carro dela, que estava estacionado na frente do comércio. O caso ocorreu no mesmo dia em que Simone de Sousa Lima, de 26 anos, foi assassinada a facadas pelo ex-marido, em Santa Maria.

Logo depois de depredar o Celta, o homem invadiu a farmácia, foi em direção à ex-companheira e só não bateu nela porque foi impedido por outros funcionários. A Polícia Militar foi acionada, mas o homem já havia fugido quando os policiais chegaram. A vítima informou o endereço do agressor e os militares foram até lá.

Na casa, a mãe do acusado tentou impedir o trabalho policial ao dizer que o filho não estava ali. Entretanto, após um tempo, o homem apareceu no portão, ainda agressivo, e partiu para cima dos policiais. Um deles ficou ferido. Após o ataque, o acusado voltou para dentro da residência. Os militares fizeram um cerco ao imóvel e ele foi preso, acompanhado da mãe, que a todo momento tentava impedir o trabalho policial.

Antes de ser preso, o homem ficou escondido com uma faca, esperando os policiais entrarem na casa. Em um áudio divulgado pela PMDF é possível ouvir os gritos do agressor contra os militares (ouça abaixo). A ocorrência foi registrada na 20ª Delegacia de Polícia (Gama), onde o acusado foi autuado na Lei Maria da Penha, além de lesão corporal, ameaça, dano, desacato, resistência e descumprimento de medida protetiva.

Caso Simone Lima

Um homem de 40 anos, identificado como Josias Sacramento dos Santos, matou a ex-mulher, Simone de Sousa Lima, 26, a facadas em um apartamento da QR 517 de Santa Maria, por volta das 5h dessa segunda-feira (3). Ele a convidou para ir ao local, onde morava sozinho, às duas da manhã e cometeu o feminicídio três horas depois. Em seguida, pediu ajuda ao marido da irmã para fugir da cidade.

O proprietário do imóvel diz ter visto o homem deixar a casa, sem camisa e de bermuda, a pé. Vizinhos escutaram a discussão do casal de madrugada, mas não chamaram a Polícia Militar. A suspeita da Polícia Civil é de que Josias esteja a caminho de Salvador (BA), onde tem familiares e amigos. Caso seja encontrado e condenado, pode ficar preso por 12 a 30 anos. Ele teve a prisão preventiva decretada ainda na segunda.

Adicionar Comentário

Clique aqui para adicionar um comentário

oito + dezessete =

Send this to a friend