Após briga generalizada em boate, cliente volta ao lugar armado para ‘resolver situação’

Durante uma briga generalizada, um segurança da casa fez uma intervenção e foi agredido com um tapa no rosto pelo rapaz.

Um homem de 25 anos foi impedido pela Polícia Militar de cometer uma tragédia na madrugada desta quinta-feira (16), em uma casa noturna no Gama.

Diante do ataque, o agressor foi expulso do estabelecimento. Enfurecido, o jovem fez diversas ameaças ao segurança e disse que iria em casa buscar uma faca para resolver a situação. Ele saiu e retornou de carro. A PMDF foi acionada e conseguiu abordar o acusado.

Ele estava com um facão na cintura e disse que estava na boate para resolver o problema com o segurança. Dentro do carro, os policiais encontraram uma outra faca pequena e um taco de beisebol. Ele assinou um Termo de Compromisso (TC) e foi liberado.

Conforme a PMDF, durante o atendimento à ocorrência, um morador pediu que os policiais tomassem uma providência em relação às constates perturbações causadas pela casa noturna. O gerente foi chamado, tomou ciência da reclamação, alegou que a confusão foi na rua, e que já adotou as medidas necessárias para o isolamento acústico. Ele também assinou um TC.

Adicionar Comentário

Clique aqui para adicionar um comentário

três × 5 =

Send this to a friend