Seca no DF faz ‘alerta amarelo’ ser estendido até 5ª feira

Seca

Umidade relativa do ar chegou a 29% nesta quarta-feira. Chuva só deve voltar à capital em setembro

O alerta amarelo provocado pela baixa umidade relativa do ar no Distrito Federal, nesta semana, foi estendido pelo Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) ao menos até quinta-feira (5).

Nesta quarta-feira (4), a estação automática de Brasília registrou um mínimo de 29% de umidade. Na terça (3), o índice chegou a 24%.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


O alerta é valido para as horas mais quentes do dia, o período de meio-dia às 18h, período em que a umidade deve ficar de 20% a 30%.

Devido ao perigo potencial, o Inmet dá três instruções principais:

  • Beber bastante líquido;
  • Evitar desgaste físico nas horas mais secas;
  • Evitar exposição ao sol nas horas mais quentes do dia.

A baixa da umidade é considerada preocupante pela Organização Mundial de Saúde (OMS) pelos efeitos que provoca – desidratação, mal-estar, dificuldade de respiração e secamento de mucosas. Segundo o órgão, o nível ideal para o organismo humano gira entre 40% e 70% (veja abaixo os alertas da OMS).

Quando vem a chuva?

Esta é a sétima semana consecutiva sem chuva no Distrito Federal. O último registro foi em 19 de maio. A previsão é de que só volte a chover em setembro.

De acordo com o Inmet, o alerta amarelo corresponde a “perigo potencial”. É o primeiro de uma lista seguida pelo alerta laranja, que representa perigo, e o vermelho: emergência.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


 

Em caso de emergências, o órgão recomenda que a população entre em contato com Defesa Civil (telefone 199) ou Corpo de Bombeiros (193).

Além da seca, os brasilenses também enfrentaram frio na manhã desta quarta-feira – os termômetros da estação meteorológica automática de Águas Emendadas registraram mínima de 7°C durante a madrugada.

A classificação da OMS

De 30% a 20% – estado de atenção
Evitar exercícios físicos entre as 11h e as 15h, deixar no ambiente balde com água ou toalha molhada e evitar locais desprotegidos do sol.

De 20% a 12% – estado de alerta
Mesmas recomendações acima, além de suprimir exercícios físicos das 10h às 16h, evitar aglomerações em ambientes fechados e usar soro fisiológico nos olhos e no nariz.

Abaixo de 12% – estado de emergência
Mesmas recomendações acima, além de não praticar nenhum tipo de esporte nem trabalho braçal e interromper atividade ao ar livre das 10h às 16h. Devem ser suspensas as aulas de educação física, coleta de lixo e entregas dos Correios. É recomendado evitar aglomerações em ambientes fechados.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Send this to a friend