Estudo revela fatores de riscos para acidentes com motocicletas no DF

Seguro DPVAT

Um levantamento realizado pela Gerência de Estatísticas do Departamento de Trânsito do Distrito Federal (Detran-DF) revela os principais fatores de riscos associados aos acidentes fatais envolvendo motocicletas.

Dentre eles, destaque para o uso de álcool ou outras substâncias psicoativas, a perda do controle do veículo, a inexperiência, o excesso de velocidade e a direção muito próxima a outro veículo. Os fatores, segundo a corporação podem ter sido gerados pelo motociclista ou por qualquer outro envolvido no acidente.

Ainda segundo o levantamento do Detran, o uso de álcool ou droga foi o principal fator de risco nos acidentes envolvendo motocicletas nos anos de 2016, 2017 e no primeiro semestre de 2018. Em 2016, a moto esteve presente em 120 acidentes, sendo que em 33, ou seja, 27,5% deles, algum dos envolvidos havia consumido bebida alcoólica ou droga. No ano passado, foram registrados 85 acidentes com motocicletas, sendo que o uso de alguma substância psicoativa foi constado em 44 acidentes, o correspondente a 51,7%. No primeiro semestre de 2018, ocorreram 47 acidentes fatais envolvendo motos no DF, em 27 deles foi constado a presença de álcool ou droga, o equivalente a 57,4% do total.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


A perda de controle do veículo foi verificada em 14 acidentes envolvendo motocicletas em 2016, nove em 2017 e cinco no primeiro semestre de 2018. A inexperiência foi fator preponderante em 11 acidentes no ano de 2016, oito em 2017 e sete em 2018. O excesso de velocidade foi constado em nove acidentes em 2016, seis em 2017 e três em 2018. Já a direção muito próxima a outro veículo, quando não se mantém a distância mínima de segurança, foi identificada em nove acidentes em 2016 e dois em 2017. Outro fator verificado foi o chamado tráfego no corredor, quando a motocicleta transita entre veículos de faixas adjacentes, em 2016 essa prática foi constada em dois acidentes fatais, no ano passado foi registrado em um acidente e neste ano em dois.

Dia do Motociclista

Nesta sexta-feira (27) é comemorado o Dia do Motociclista. No Distrito Federal, do total de 1.713.725 condutores, 402.039 estão habilitados a conduzirem motocicletas. O Detran-DF alerta os motociclistas a observarem a sinalização, não conduzirem veículo sem possuir a habilitação e não ingerirem bebida alcoólica ou outra substância psicoativa antes de dirigir. O diretor-geral do Detran-DF, Silvain Fonseca, observa ainda que todos os usuários da via devem ter práticas que evitem a ocorrência de acidentes. “É importante que os demais condutores sinalizem corretamente a intenção de mudança de faixa, mantenham uma distância de segurança dos demais veículos e que os pedestres estejam sempre atentos na hora de realizar a travessia na via”, ressalta Fonseca.

No ano passado, 257 pessoas morreram no trânsito do DF, sendo que 88 óbitos ocorreram em acidentes com motocicletas, desses 69 eram motociclistas, 12 pedestres e sete passageiros. Segundo o levantamento do Detran-DF, com base nos dados do Instituto Médico Legal (IML), em 2017, 113 vítimas fatais apresentaram resultado positivo para o uso de álcool ou droga. Os dados indicam que 15 motociclistas mortos haviam consumido drogas e 14 ingerido bebida alcoólica.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


 
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Send this to a friend