Publicada portaria que cria Força-Tarefa da Operação Panatenaico

Ex-governador Agnelo Queiroz e vice Tadeu Filippelli estão inelegíveis por 8 anos

Sete membros do MPF vão atuar nas investigações e processos

Foi publicada nesta terça-feira (6), a Portaria nº 480, que cria a Força-Tarefa da Operação Panatenaico. Assinada pela procuradora-geral da República, Raquel Dodge, em 24 de maio, a portaria designa sete membros do Ministério Público Federal para atuar nas investigações e processos.

Compõem a força-tarefa os procuradores da República Melina Castro, João Gabriel Morais, Francisco Guilherme Bastos e Guilherme Raposo, além dos procuradores regionais da República da 1ª Região Danilo Dias, Ronaldo Queiroz e José Jairo Gomes.

A Operação Panatenaico foi deflagrada em maio de 2017 e apura irregularidades na reforma do Estádio Nacional de Brasília e no BRT. O alvo da investigação é a formação de um cartel por várias empreiteiras para burlar e fraudar o caráter competitivo da licitação e assegurar, de forma antecipada, que os serviços e as obras fossem realizadas por consórcio constituído pelas empresas Andrade Gutierrez e Via Engenharia. Como contrapartida, os vencedores pagaram propina a agentes políticos e públicos.

O Ministério Público Federal no DF já ofereceu três denúncias em razão dos fatos apurados nessa operação.

Send this to a friend