Siga o Jornal de Brasília

Grande Brasília

Coleta seletiva no Cruzeiro Velho vai começar na segunda-feira (11)

Publicado

em

Associação Vencendo os Obstáculos, de catadores de materiais recicláveis, será a responsável pelo serviço, nas manhãs de segunda e quinta-feira. Nesta sexta (8), uma equipe da cooperativa visitou moradores para dar orientações sobre o trabalho que vai ser feito

A partir de segunda-feira (11), começa a coleta seletiva no Cruzeiro Velho. A Associação Vencendo os Obstáculos, cooperativa de catadores contratada pelo Serviço de Limpeza Urbano (SLU), será a responsável pelo trabalho, que será feito às segundas e quintas-feiras.

Os moradores devem separar o lixo reciclável do orgânico. Nesta sexta-feira (8), a assessoria de mobilização do SLU reuniu uma equipe da cooperativa para ir de porta em porta na região e avisar os moradores do início dos trabalhos na próxima semana.

A entidade vai coletar o material, fazer a triagem e enviá-lo para reutilização. “O contrato prevê que a cooperativa pegue o material reciclável do lado de fora das casas, façam a triagem e enviem para a indústria”, explica a assessora de mobilização do SLU Adriana Silva Alves.

Leia também:  SLU abre licitação para construção de 11 novos papa-entulhos

Quais são os lixos recicláveis e quais vão para a lixeira de orgânicos

Os moradores devem separar o lixo reciclável do orgânico. Nesta sexta-feira (8), a assessoria de mobilização do SLU reuniu uma equipe da cooperativa para ir de porta em porta na região e avisar os moradores do início dos trabalhos na próxima semana.

Algumas precauções devem ser tomadas pelos moradores. Segundo a SLU, ocorrem cerca de cem acidentes com garis por ano — não há um número consolidado para os catadores.

As garrafas PET, por exemplo, podem ser usadas como recipientes para alfinetes, agulhas e pregos. Espetinhos de churrasco, que são materiais orgânicos, também podem ser colocados nessa embalagem.

Vidros devem ser devidamente embrulhados e descartados na lixeira de orgânicos/rejeitos, já que atualmente não há viabilidade técnica, econômica e financeira para o aproveitamento desse material no DF.

Metais, como latas de milho e de leite condensado, devem ter as tampas pressionadas para dentro e ser colocados na lixeira de recicláveis.

O SLU recomenda que a população também esteja atenta, no dia a dia, para a separação de outros tipos de resíduos recicláveis, como papel, papelão, plástico e isopor.

Leia também:  Com vendas em alta, concessionárias elogiam atuação do GDF

São considerados orgânicos itens como restos de comida, lixo de banheiro e filtro de café, além de pequenas quantidades de podas e galhos.

Continue lendo
Publicidade
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *