Siga o Jornal de Brasília

Grande Brasília

Vacinação contra a gripe volta a normalidade no DF

Publicado

em

A vacinação contra a gripe voltou a normalidade nesta terça-feira (29) no Distrito Federal. Depois de passar um dia com as portas fechadas, as Unidades Básicas de Saúde oficialmente iniciaram a última semana da campanha, que vai até sexta-feira, e ainda prevê imunizar quase 200 mil pessoas. Metade das crianças ainda precisa receber a injeção.

Na segunda-feira (28), o Governo de Brasília optou por manter fechados os postos, centros e clínicas da atenção primária. Isso para garantir que as urgências e emergências funcionassem normalmente, apesar da greve dos caminhoneiros que impacta o abastecimento e locomoção da capital há nove dias.

De acordo com o secretário Humberto Fonseca, titular da pasta, a prioridade seria manter serviços que, se ausentes, poderiam causar risco aos pacientes. Assim, funcionários foram transferidos para hospitais e Unidades de Pronto Atendimento, onde trabalharam durante todo o dia.

▼ CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ▼
Leia também:  Veja as regras para realização de shows e festas, liberados hoje no DF

A situação foi empecilho para quem buscava pela vacina. O casal Diene Aparecida, 32, e Frederico Santana, 37, se depararam com a placa de posto fechado quando tentaram imunizar a filha, que completa 13 dias de vida nesta terça. De acordo com a coordenadora de Departamento de Pessoal, eles quiseram aproveitar a campanha para garantir a vacinação da pequena, e voltaram ao Centro de Saúde nº 7, na Asa Sul, onde conseguiram o medicamento. “Achamos um pouco desorganizado e tivemos que aguardar por 40 minutos”, conta.

Como a recém-nascida, metade das crianças menores de cinco anos ainda não havia sido vacinada até a última sexta-feira, 24 de maio. Apenas 55,6% do público infantil recebeu uma dose da vacina. São 40.297 meninos e meninas de seis meses a dois anos e 62.663 de até quatro anos de idade. Cerca de 80 mil crianças ainda precisam receber medicação.

A estimativa é que 706.988 brasilienses sejam vacinados contra a influenza em 2018. Já foram vacinadas 585.800 pessoas, o que corresponde 82,8% da meta estabelecida. A quantidade de idosos imunizados já bateu a meta no DF. A previsão era que 203.639 recebessem uma dose do medicamento, mas 205.443 já foram aos postos da capital.

▼ CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ▼
Leia também:  FAP-DF abre dois novos programas de bolsas

Na manhã desta terça, Ivonete Torres Alves, 67, gastou menos de três minutos para sair devidamente imunizada. “Acho que é válido. Dizem que a gripe, em idoso, é mais pesada. Vejo pelos meus pais, que ficam completamente derrubados. É melhor se prevenir”, diz.

Jornal de Brasília também encontrou situação de normalidade, sem grandes filas, no Cruzeiro, Guará e Asa Norte. Não há relatos de desabastecimento ou problemas com a imunização em toda a capital.

A dose tetravalente protege contra os vírus H1N1, H3N2 e dois tipos de influenza B. A aplicação é feita exclusivamente em Unidades Básicas de Saúde. O cronograma da campanha de vacinação contra a influenza é definido pelo Ministério da Saúde, que distribui as vacinas.

▼ CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ▼

Segundo o governo, as datas garantem tempo hábil para que a população-alvo esteja protegida antes do período de sazonalidade da doença, no inverno. Em todo o País, serão disponibilizadas 60 milhões de doses para 54 milhões de pessoas.

Leia também:  Definida gestão do Hospital Veterinário para os próximos cinco anos

SAIBA MAIS

As Farmácias de Alto Custo também foram reabertas nesta terça e mantém funcionamento sem restrições. Hospitais voltaram a fazer consultas ambulatoriais aquelas pré-agendadas, fora da emergência.

▼ CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ▼

Cirurgias eletivas, porém, continuam suspensas por tempo indeterminado. A circulação de ambulâncias do Samu também segue restrita ao atendimento de urgências e emergências.

Jéssica Antunes
Jornal de Brasília

Continue lendo
Publicidade
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *