Siga o Jornal de Brasília

Grande Brasília

Escoltas policiais garantem abastecimento de combustível em Brasília

Publicado

em

Polícia Militar permitiu a passagem de 170 caminhões-tanque, enquanto PRF e Força Nacional de Goiás reforçaram o abastecimento de gás de cozinha e ração animal. Todas as estradas que dão acesso à capital federal estão liberadas. Balanço foi divulgado pelo gabinete que acompanha os efeitos da greve de caminhoneiros

Até as 19 horas deste domingo (27), 170 caminhões escoltados pela Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF) transportaram gasolina, diesel, gás de cozinha, álcool anidro (usado na mistura da gasolina), sulfato de alumínio, entre outros produtos.

Outras escoltas foram feitas pela Polícia Rodoviária Federal e pela Força Nacional de Goiás para Brasília, reforçando o abastecimento de ração animal e gás de cozinha. As informações são do gabinete integrado de acompanhamento, grupo do governo local que monitora as ações em consequência da paralisação dos caminhoneiros.

Leia também:  SLU abre licitação para construção de 11 novos papa-entulhos

Foram liberados hoje pelo menos 2,6 milhões de litros de gasolina, 370 mil litros de diesel e 30 mil litros de etanol. Ainda segundo o comitê, todas as estradas que dão acesso à capital do País estão desobstruídas.

No início da noite, chegaram dez carretas com querosene ao Aeroporto Internacional de Brasília, escoltadas pelo Exército, em ação conjunta com o gabinete integrado.

Quanto à segurança, nenhuma ocorrência grave relacionada à greve foi registrada pela Policia Militar, pela Polícia Civil, pelo Corpo de Bombeiros e pelo Departamento de Trânsito (Detran-DF). A autarquia apenas atuou para organizar uma grande fila de abastecimento próximo ao Aeroporto de Brasília.

A PMDF atendeu ocorrências pontuais em alguns postos, sem gravidade. Uma manifestação pacífica na Esplanada dos Ministérios ocorreu em apoio aos caminhoneiros, com cerca de 100 pessoas.

Leia também:  ‘DF Sem Miséria’ libera o benefício para 73.617 famílias

De acordo com o gabinete integrado, o fluxo de trânsito no DF hoje (27) foi pelo menos 40% menor que em domingos normais.

Formado na quinta (24) para coordenar e articular as ações do governo local durante a paralisação dos serviços de transportes, o gabinete integrado de acompanhamento foi instituído oficialmente por meio de portaria, publicada no Diário Oficial do DF de sexta (25).

Integram o grupo de monitoramento as Polícias Civil e Militar, o Corpo de Bombeiros, o Detran, secretarias e empresas pública, a Força Nacional, o Exército e a PRF.

Continue lendo
Publicidade
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *