Siga o Jornal de Brasília

Grande Brasília

Confira quais postos de combustíveis já foram abastecidos nesta quinta

Publicado

em

Entidades do setor produtivo criticam alta de tributos de combustíveis

Das 6h às 10h, 62 caminhões já haviam partido para 67 estabelecimentos. Segundo informações da Polícia Militar, 13 estavam cheios com gasolina

É intenso o fluxo de caminhões-tanque que deixam as centrais de abastecimento carregados com combustível na manhã desta quinta-feira (31). No Distrito Federal, a previsão é que cerca de 160 veículos abasteçam os postos da capital ao longo do dia, com mais de 1,3 milhão de litros. Das 6h às 10h, 62 caminhões já haviam partido para 67 estabelecimentos. Segundo informações da Polícia Militar, 13 estavam cheios com gasolina. O reflexo já é sentido nos postos que, apesar de ainda terem longas filas, a maioria consegue manter o funcionamento sem muita espera.

No trecho 3 do Setor de Indústria e Abastecimento (SIA), dois carregamentos chegaram desde as 16h de quarta-feira, após quase 24h de serviço suspenso. Foi um alívio para quem precisou dormir na fila, na expectativa de que as bombas normalizassem. O gerente Paulo Sérgio contou que nunca havia passado por situação parecida. “Agora, a chegada de combustível está normalizada”, diz. Para o posto, restou um prejuízo estimado em R$ 350 mil.

▼ CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ▼
Leia também:  ‘DF Sem Miséria’ libera o benefício para 73.617 famílias

Vinícius Freire teve de aguardar por 1h30. Ele havia tentado abastecer ontem, quando a ausência de álcool anidro para misturar à gasolina minguou a distribuição do combustível na cidade. “A greve dos caminhoneiros é legítima. O problema é que a luta foi apenas pelo diesel. O preço da gasolina nesse meio tempo aumentou. O impacto, para nós, foi negativo”, afirma o professor de 36 anos.

Confira os postos de combustíveis que já foram abastecidos nesta quinta-feira

 

Longas filas

No posto BR da 202 Sul, um caminhão com 20 mil litros de gasolina chegou após 24 horas sem o combustível. Alguns postos ainda não foram abastecidos. Em Taguatinga, Ceilândia e Águas Claras, as filas ainda são longas. Na Cidade do Automóvel, a espera já dura menos de uma hora.

▼ CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ▼
Leia também:  FAP-DF abre dois novos programas de bolsas

“Está mais tranquilo”, define Guilherme Pereira, bombeiro civil de 30 anos. No domingo, ele ficou mais de três horas esperando. Quando finalmente chegou à bomba, não conseguiu encher o galão que destinaria a outro carro. Na manhã desta quinta, ele pegou o carro do enteado e voltou para os postos.

A dificuldade de abastecer galões é quase geral. Estabelecimentos deixaram de receber os recipientes após diversas confusões. Pior para quem não tem opção. Com o carro parado no meio do nada, um motorista fazia peregrinação pelos postos da via Estrutural.

Apenas dois dos sete postos do Eixinho Sul estão sem gasolina. Um deles passou a madrugada funcionando e a previsão é que novo carregamento chegue somente na sexta. No posto BR da 202 Sul, um caminhão com 20 mil litros de gasolina chegou após 24 horas sem o combustível. Todos têm longas filas.

Leia também:  Mais um beco da rota acessível recuperado no Cruzeiro Velho

Continue lendo
Publicidade
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *