Polícia Federal abre novo posto de emissão de passaportes no DF

A unidade fica localizada na Delegacia de Polícia de Imigração, em um prédio ao lado do Aeroporto de Brasília

A Polícia Federal inaugurou nesta segunda-feira (26) um novo posto de emissão de passaportes no Distrito Federal. A unidade está localizada no complexo do Aeroporto Internacional JK, em Brasília, dentro do prédio da Delegacia de Polícia de Imigração.

O horário de atendimento será de segunda a sexta, das 7h30 às 18h30. Os atendimentos relativos a emissão do passaporte, porém, devem ser agendados previamente. A PF contou com o apoio da concessionária que administra o Aeroporto, a Inframérica, na adequação do espaço físico do prédio.

Foto: Breno Esaki/Jornal de Brasília

De acordo com o delegado federal da Delegacia de Polícia de Imigração, Gustavo Buquer, o posto já está realizando 250 atendimentos diários e deve ampliar para 800. “Em um mês, estaremos disponibilizando 5 mil vagas para a emissão dos passaportes. Além do Distrito Federal, também iremos atender as regiões do Oeste Baiano, Minas Gerais e Goiás”, comenta.

Em 2017, foram emitidos 85 mil passaportes no DF. Em todo o país, aproximadamente 2,5 milhões, um aumento de quase 20% em relação ao ano anterior. A unidade já passava por testes desde o fim de 2017, quando operava com duas estações de atendimento. Com esse novo posto, serão oferecidas seis estações de serviço. Até então, o único lugar que emitia passaportes no DF era o Na Hora do Riacho Fundo.

O estudante Luke Sgharbi, de 24 anos, foi até a unidade para buscar o novo passaporte mesmo sem ter uma viagem programada. “Eu moro no final do Lago Norte e vim de ônibus. Se você chegar na hora certa, não tem demora, até porque a maioria dos atendimentos são agendados”, relata.

Estacionamento incomoda

O publicitário Eduardo Grisoni, 43, foi até a unidade para renovar o passaporte, pois irá viajar a passeio para a Áustria. “A primeira vez que eu tirei o passaporte era na Rodoviária, muito mais fácil e prático, mas aqui é bem melhor do que ir até o Riacho Fundo, já que moro na Asa Norte”, destaca.

Foto: Breno Esaki/Jornal de Brasília

Mesmo assim, o estacionamento incomodou o publicitário. “Coloquei o carro aqui próximo ao prédio e vou ter que voltar lá no Aeroporto só pra poder pagar o bilhete”, desabafa.

De acordo com o delegado Gustavo, um totem de pagamento do estacionamento rotativo será instalado no prédio da unidade até a próxima semana, com o objetivo de facilitar a vida dos usuários. Com isso, as pessoas, como no caso de Eduardo, não precisarão voltar até o aeroporto para pagar por este serviço.

Matheus Venzi
Jornal de Brasília

Adicionar Comentário

Clique aqui para adicionar um comentário

dezessete − 9 =

Send this to a friend