Estudantes enfrentam longa fila para renovar o passe livre

Filas e demora. Os estudantes que foram até o posto do DFTrans da Galeria dos Estados na manhã de ontem enfrentaram transtornos para renovar o Passe Livre Estudantil (PLE). Estima-se que aproximadamente 2,5 mil pessoas compareceram ao local na tentativa de desbloquear o cartão ou atualizar o cadastro.

A maioria dos usuários estava com problemas na renovação. O atendente Edgar Leandro, 32 anos, é estudante do curso de Contabilidade e não conseguiu utilizar o PLE desde que as aulas voltaram. “Estou indo pra faculdade desde o dia 5. Já vim aqui duas vezes e não resolveram nada. Falam que meu cartão está vencido”, reclama.

Edgar saiu em seu horário de almoço para tentar resolver a situação. Entretanto, terá de contar com a boa vontade do chefe. “O meu tempo já estourou por causa da demora. Estou aqui há mais de uma hora e o pior é que em todo semestre é assim”, relata.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


A empregada pública Cristina Cruz, 42, foi ao posto para desbloquear o cartão da filha, de 16 anos, que cursa o 2º Ano do Ensino Médio. “Estou há uma hora e meia na fila. Estou vindo só para atualizar o cadastro dela, algo que poderia ser tranquilamente resolvido pela internet. É um absurdo você ficar esse tempo todo só pra desbloquear um cartão”, desabafa. Para Cristina, deveria ter mais atendentes, além de um site mais completo para informar a população.

O estudante do Ensino Médio Thiago Alves Sousa, 19, trocou de escola e foi ao posto atualizar o cadastro. Ele precisou faltar aula. “Uma coisa simples dessas me faz passar duas horas na fila. Se eu viesse depois da escola não daria tempo”, comenta.

Também estudante, Bárbara Vitória, 15 anos, relata que o transtorno na renovação do passe estudantil é cotidiano. “No ano passado deu o mesmo problema, dizia que o cartão tá vencido, e eu tive que vir aqui. As filas, a espera… tudo a mesma coisa”, destaca. Na opinião dela, o DFTrans deveria ampliar o atendimento de outros postos, como o da rodoviária. “No posto de lá você não consegue resolver muita coisa. Tinha que ser igual aqui, já ia diminuir muito as filas”, finaliza.

De acordo com o DFTrans, a maior movimentação nesta semana se deve ao fato de que muitos estudantes não informaram a troca de instituição pela internet até o dia 15 deste mês. Por isso, muitos foram pessoalmente. O órgão destacou que há atendimento em outros postos do DFTrans, em Sobradinho e Planaltina, e no Na Hora em Taguatinga e Ceilândia.

Saiba mais

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


 

De acordo com o DFTrans, 209 mil cartões estão ativos atualmente, de alunos de instituições públicas e particulares. Desde o início do ano, 12 mil novos usuários se cadastraram por meio do site (www.passelivreestudantil.df.gov.br).

Matheus Venzi
Jornal de Brasília

Adicionar Comentário

Clique aqui para adicionar um comentário

três × 2 =

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Send this to a friend