Siga o Jornal de Brasília

Grande Brasília

Tempestade no Sol Nascente: força-tarefa vistoria segurança de estruturas atingidas

Avatar

Publicado

em

Governo de Brasília mantém os trabalhos de recuperação das ruas e de atendimento e conscientização da comunidade

Para dar continuidade às ações que visam minimizar os problemas dos moradores do Sol Nascente, em Ceilândia, provocados por fortes chuvas na quarta-feira (1º) e no feriado de Finados, o governo de Brasília reuniu-se novamente no local na manhã desta segunda-feira (6).

Ficou definido que um muro na Chácara 125 vai ser vistoriado para estabelecer se há necessidade de ele ser derrubado. A estrutura construída irregularmente pode ter retido a água da chuva e provocado mais alagamentos.

Governo de Brasília reuniu-se novamente no Sol Nascente na manhã desta segunda-feira (6). Para dar continuidade às ações que visam minimizar os problemas dos moradores, provocados por fortes chuvas.Enquanto isso, o consórcio responsável pelas obras de infraestrutura no Sol Nascente vai terminar as intervenções na rua da Chácara 125, uma das mais atingidas pelos efeitos do temporal.

“Também vamos resolver a situação da Avenida Vitória”, disse o secretário das Cidades, Marcos Dantas, em visita ao local nesta manhã. Para isso, a empresa contratada vai retirar a lama da avenida para depois pavimentar o local com material seco fornecido pela Companhia Urbanizadora da Nova Capital do Brasil (Novacap).

Funcionários da Companhia de Saneamento Ambiental do DF (Caesb) vão atuar na área para conscientizar a população, visto que há muitas ocorrências de direcionamento irregular de águas pluviais para as casas, o que contribui para alagamentos.

Leia também:  PCDF divulga projeção de disfarce de Lázaro

Na reunião desta manhã, também foram redefinidas algumas linhas de atuação. “Na sexta [3], já havíamos estabelecido que, nas áreas de atuação do consórcio, ele entraria primeiro. Hoje, definimos que nas outras áreas a Novacap inicia as ações, depois vem a administração regional e, caso seja necessário, entra o consórcio”, explicou o secretário de Infraestrutura, Antônio Coimbra.

Força-tarefa é formada por 13 órgãos do governo

Formada por 13 órgãos, a força-tarefa passou o fim de semana na área e continuará os trabalhos ao longo dos próximos dias. São eles:

  • Administração Regional de Ceilândia
  • Caesb
  • Corpo de Bombeiros Militar
  • Companhia Energética de Brasília (CEB)
  • Novacap
  • Companhia de Desenvolvimento Habitacional do DF (Codhab)
  • Defesa Civil
  • Polícia Militar
  • Secretaria das Cidades
  • Secretaria de Projetos Estratégicos
  • Secretaria de Infraestrutura e Serviços Públicos
  • Secretaria do Trabalho, Desenvolvimento Social, Mulheres, Igualdade Racial e Direitos Humanos
  • Serviço de Limpeza Urbana (SLU)
Leia também:  PCDF divulga projeção de disfarce de Lázaro

A equipe atua, por exemplo, na orientação da população, na desobstrução das vias, no escoamento e na drenagem da água nas residências, além de controlar o trânsito e de coletar o lixo.

Famílias desabrigadas recebem apoio do governo

Quatorze famílias desabrigadas foram atendidas pela Secretaria do Trabalho, Desenvolvimento Social, Mulheres, Igualdade Racial e Direitos Humanos.

Para sete delas, foi solicitado o benefício vulnerabilidade (até seis parcelas de R$ 400 por mês) e o excepcional — o aluguel social, de até 12 parcelas de R$ 600 mensais.

Uma casa foi demolida para dar mais segurança aos moradores ao redor. A Defesa Civil montou uma tenda para prestar os primeiros apoios às famílias. Essas pessoas estão em casas de parentes.

GUILHERME PERA, COM EDIÇÃO DE PAULA OLIVEIRA
AGÊNCIA BRASÍLIA

Continue lendo
Publicidade
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *