Siga o Jornal de Brasília

Grande Brasília

Levadas a evento na UnB, jovens infratoras escapam durante ida ao banheiro e ainda postam foto

Avatar

Publicado

em

A conduta dos agentes, inclusive do diretor da instituição, será investigada.

Durante uma saída autorizada pela Justiça, duas jovens infratoras, internas do sistema socioeducativo do DF, fugiram. Elas estavam apreendidas na Unidade de Internação de Santa Maria (UISM) e, até o fechamento desta edição, ainda não haviam sido encontradas.

A fuga ocorreu na terça-feira passada, durante palestra sobre gênero no sistema socioeducativo, na Universidade de Brasília. As jovens, que faziam parte de um grupo de oito meninas, teriam aproveitado uma ida ao banheiro para escapar. No dia seguinte, foi publicada uma foto no Facebook em que as duas fugitivas aparecem. O evento na UnB discutiu as dificuldades da vivência em instituições corretivas e a necessidade de ressocialização.

Fotografia foi postada no Facebook no dia seguinte à fuga. Foto: Reprodução/Facebook
Fotografia foi postada no Facebook no dia seguinte à fuga. Foto: Reprodução/Facebook

Uma das jovens, de 19 anos, têm passagens por roubo e fuga durante saidão. A outra tem 18 anos e também histórico de roubos.
A Secretaria de Políticas para Crianças, Adolescentes e Juventude informou que, por motivos de segurança, não poderia divulgar a quantidade de agentes no evento, nem mesmo quantos existem em cada unidade. Contudo, segundo o presidente do Sindicato dos Servidores da Carreira Socioeducativa (Sindsse-DF), Walter Marques, só havia três servidores – um deles era o diretor da UISM –, para cuidar do grupo de oito garotas.

▼ CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ▼
Leia também:  DF entra no inverno sem previsão de chuva

“O ideal seria que houvesse nove agentes no espaço, um para cada interna e outro para atividades administrativas. São muitos menores para poucos servidores”, ressalta Marques. Ele lembra que atividades externas desse porte deveriam ser conduzidas pela equipe especializada nesse tipo de situação, o que não teria ocorrido.

Problemas em torno da falta de servidores

O presidente do sindicato dos agentes socioeducativos, Walter Marques, é enfático quanto ao culpado desses problemas: o déficit de pessoal. Para ele, a quantidade de profissionais é completamente insuficiente. “Hoje, há dificuldade para fazer o mínimo de atividades. Muitas são prejudicadas porque não existem pessoas para cumpri- las”, afirma. O estudo dos internos, por exemplo, é realizado com revezamento para garantir que haja agentes suficientes para impedir fugas ou brigas.

▼ CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ▼
Leia também:  Ibaneis fala em melhorar o astral da população para corrigir mal-estar social

Atualmente existem 1.787 servidores, entre agentes e especialistas. A secretaria responsável pelo sistema informou que em todas as sete unidades existem 851 internos. Desses, 28 são meninas, contando com as duas foragidas, e cumprem decisão judicial em Santa Maria.

Marques lembra que o governo promoveu a descentralização dos centros ao abrir novas unidades, mas “se importou apenas com a parte física”. “A falta de efetivo compromete a medida socioeducativa e o trabalho pedagógico”, conclui.

SAIBA MAIS

  • Todos os órgãos envolvidos no sistema socioeducativo, como polícias Civil e Militar, Ministério Público e Vara da Infância e Juventude, foram acionados.
  • A Vara da Infância confirmou que foi notificada oficialmente e informou que está tomando as medidas cabíveis para a captura das adolescentes.
  • Quanto ao déficit de servidores, de acordo com a Secretaria de Planejamento (Seplag), a chamada dos aprovados no concurso de 2015 seguirá um cronograma ainda em fase de realização. Ainda devem ser convocados 88 neste ano.
  • A última leva de profissionais ingressou na secretaria em julho deste ano. Ao todo, foram 105 profissionais.
Leia também:  Para Ibaneis, seu governo “já entrou para a história”

João Paulo Mariano
Jornal de Brasília

▼ CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ▼

Continue lendo
Publicidade
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *