Ex-governador Agnelo Queiroz é solto após receber habeas corpus

Político estava preso desde dia 23, em operação que apura fraudes no Mané Garrincha. Medida também libera dono da Via Engenharia e ex-presidente da Novacap.

O ex-governador do Distrito Federal Agnelo Queiroz foi liberado nesta quarta-feira (31) pela manhã e já se encontra em casa. Ele estava preso desde o dia 23 na operação Panatenaico, que investiga um esquema de corrupção na reforma do estádio Nacional Mané Garrincha. A Polícia Civil confirmou a soltura do ex-governador.

“Ele já se encontra em casa e deve falar com a imprensa ainda na tarde desta quarta”, disse um dos advogados de Agnelo ao G1, Paulo Guimarães.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


Ainda segundo ele, a decisão foi tomada pelo desembargador Federal Neviton Guedes, do Tribunal Regional Federal da 1ª Região. Além de Agnelo, também foram liberados o dono da Via Engenharia Fernando Queiroz e o ex-presidente da Novacap Nilson Martoreli.

Trecho da decisão que libera o ex-governador Agnelo Queiroz (Foto: Reprodução)
Trecho da decisão que libera o ex-governador Agnelo Queiroz (Foto: Reprodução)

Agnelo estava detido no Departamento de Polícia Especializada, onde foi transferido depois de passar quatro dias detido na sede da Polícia Federal.

“A decisão foi técnica, isenta, extremamente bem fundamentada, demonstrando o respeito ao Estado de Direito, ainda que em épocas onde ele mais é atacado”, afirmou um outro advogado de Agnelo, Daniel Gerber. Ele foi o responsável pelo pedido de habeas corpus na Justiça Federal.

No dia da operação, foram expedidos dez mandados. Além de Agnelo, também foram alvos o ex-governador José Roberto Arruda e o ex-vice-governador Tadeu Filippelli. Também foram detidos ex-secretários desses governos, ex-diretores de empresas públicas envolvidas na licitação e empresários citados como operadores.

Por Gabriel Luiz
G1 DF

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


 
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Send this to a friend