Siga o Jornal de Brasília

Grande Brasília

Arruda, Agnelo e Filippelli são transferidos para carceragem do DPE

Publicado

em

▼ CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ▼

Um dias após terem a prisão temporária prorrogada, os ex-governadores José Roberto Arruda (PR) e Agnelo Queiroz (PT), além do ex-vice-governador Tadeu Filippelli (PMDB), foram transferidos para a carceragem do Departamento de Polícia Especializada (DPE).

O traslado ocorreu neste sábado (27/5), segundo informações da Divisão de Comunicação da Polícia Civil (Divicom). A mudança ocorreu com autorização da Vara de Execuções Penais (VEP), ancorada no protocolo de que as celas da Polícia Federal são para os presos ficarem por pouco tempo.

Com o prolongamento da prisão temporária por cinco dias, os acusados de operar um esquema de superfaturamento no valor de R$ 900 milhões nas obras do Estádio Nacional de Brasília Mané Garrincha, poderão contabilizar 10 dias atrás das grades. A arena mais cara da Copa de 2014 abriu um rombo de R$ 1,3 bilhão nos cofres da Terracap. Segundo a Polícia Federal, a possível soltura dos presos poderia interferir nas investigações. Foram bloqueados cerca de R$ 155 milhões dos 11 alvos da decisão judicial.
Nas dependências do DPE, os presos dividirão duas celas, com banheiro, mas sem chuveiro quente. São três refeições diárias: no café da manhã, é servido pão com manteiga e café com leite. No almoço, a marmita traz arroz, feijão, macarrão, salada, suco e um doce de sobremesa. O cardápio do jantar é o mesmo do almoço. Eles terão direito a duas horas de sol por dia e contam com o direito de visita de advogado.

▼ CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ▼

Continue lendo
Publicidade
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta