Siga o Jornal de Brasília

Grande Brasília

Falta de atendimento médico provoca tumulto em hospitais no DF

Publicado

em

▼ CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ▼

Um tumulto foi registrado pela Polícia Militar no Hospital Regional da Asa Norte, na manhã desta quinta-feira (20). De acordo com a corporação, a confusão foi motivada pela falta de atendimento médico no local, consequência da greve dos vigilantes, iniciada nessa terça-feira (18).

Indignados, os pacientes começaram a discutir e a depredar o patrimônio da unidade. O portão de entrada do hospital foi derrubado. A situação só foi controlada após a chegada da Polícia Militar.

Na Unidade de Pronto Atendimento (Upa) do Recanto as Emas houve depredação. Uma mulher chegou a quebrar um computador da unidade de saúde e jogar um extintor de incêndio no chão.

Em nota, a Polícia Militar informou que irá reforçar o policiamento nos hospitais de acordo com as necessidades.

▼ CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ▼

Paralisação

Leia também:  Pdaf libera mais R$ 2,3 milhões para escolas do DF

A greve dos vigilantes continua por tempo indeterminado. Segundo o sindicato da categoria, cerca de 90% dos 20 mil terceirizados aderiram ao movimento. A mobilização começou devido a desentendimentos quanto à convenção coletiva. A reclamação principal é a implementação do “vigilante horista”, que, de acordo com o sindicato, faria o lucro dos patrões aumentar e o salário dos terceirizados, com o tempo, diminuir.

Hoje, às 17h, haverá uma nova assembleia próximo a sede do sindicato, no Conic, para apreciar novas proposições.

▼ CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ▼

Continue lendo
Publicidade
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta