Siga o Jornal de Brasília

Grande Brasília

Troca de geladeiras estimulará economia de energia em Sobradinho II

Publicado

em

Substituição de 400 refrigeradores e de 4 mil lâmpadas incandescentes neste sábado (11) beneficiam moradores da região administrativa

A partir dos próximos meses, a conta de luz poderá pesar menos no bolso de famílias de Sobradinho II. Na manhã deste sábado (11), 400 geladeiras inadequadas foram substituídas por equipamentos novos e mais eficientes e com menor impacto ambiental.

Para estimular ainda mais a economia energética na região, também foram substituídas 4 mil lâmpadas incandescentes para a população e feita a triagem para a doação de cem aquecedores solares de água.

Ao entregar uma das geladeiras a Helenilton Sousa Silva hoje, o governador de Brasília, Rodrigo Rollemberg, ressaltou a competência da ação. “Beneficiaremos pelo menos 400 famílias em Sobradinho II, mas o ganho é de todo o Distrito Federal”, disse Rollemberg.

▼ CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ▼

A casa do casal Wanderson Pablo Ferreira, de 38 anos e Isabel Cristiane Ferreira, de 36 anos, terá uma economia estimada em 30%. Eles receberam das mãos do governador um aquecedor solar de água para substituir o chuveiro elétrico.

“Gasto uma média de R$ 250 a 280 por mês na conta de luz, espero uma melhora significativa no próximo mês”, alegrou-se Wanderson.

Programa Agente CEB

A ação é de iniciativa da Companhia Energética de Brasília e integra o programa Agente CEB, que está em sua terceira edição. A substituição começou em dezembro de 2016, em Ceilândia, e já passou pela Fercal, por Samambaia e por Sobradinho.

“As geladeiras são novíssimas e de consumo pequeno, o que proporciona para cada contemplado uma grande redução na conta de energia”, disse o diretor-presidente da CEB, Ari Joaquim da Silva.

O objetivo é substituir 7 mil refrigeradores e 80 mil lâmpadas e a doar 2 mil aquecedores solares no Distrito Federal. Até o momento foram entregues 2.332 refrigeradores, 10.768 lâmpadas, 150 aquecedores.

▼ CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ▼

Como participar do programa

Para serem contempladas com os equipamentos, as famílias devem ser consumidoras da CEB e morar em áreas carentes do DF. Um agente de campo visita as casas para avaliar a eficiência dos materiais e verificar se há lâmpadas incandescentes ou fluorescentes.

Se verificada a necessidade de trocas, é agendada a visita de um eletrotécnico. Ele valida a indicação e anexa um selo para substituição. As geladeiras e as lâmpadas recolhidas serão enviadas para uma empresa de reciclagem.

Para serem contempladas com os equipamentos, as famílias devem ser consumidoras da CEB e morar em áreas carentes do DF

No caso da doação dos aquecedores solares, a ideia é diminuir a conta de luz em relação ao chuveiro elétrico, grande consumidor de energia.

▼ CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ▼

Para receber o benefício, os agentes avaliam se as moradias têm laje, que é a estrutura adequada para receber o equipamento, ou espaço físico suficiente para receber a placa de captação da luz solar e o reservatório térmico para armazenar a água aquecida.

Todos os equipamentos oferecidos pela CEB contam com o Selo Procel de Economia de Energia. Os investimentos para a aquisição desses aparelhos e dos aquecedores solares, além dos serviços, somam R$ 16.630.992,79.

Entre as obrigações previstas em contratos de concessão firmados pelo Ministério de Minas e Energia está a aplicação de, no mínimo, 0,5% da receita operacional líquida da distribuidora em ações de combate ao desperdício de energia (programas de eficiência energética).

▼ CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ▼

A medida, prevista na Lei Federal nº 9.991, de 2000, é fiscalizada pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

GABRIELA MOLL, com edição de PAULA OLIVEIRA
AGÊNCIA BRASÍLIA

Continue lendo
Publicidade
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta