Siga o Jornal de Brasília

Grande Brasília

Infraestrutura chega a setor habitacional no Guará

Avatar

Publicado

em

Obras no Bernardo Sayão incluem instalação de redes de esgoto, drenagem pluvial e pavimentação asfáltica. Investimento é de R$ 56 milhões

 
Desde dezembro de 2016, o Setor Habitacional Bernardo Sayão, no Guará, recebe obras de infraestrutura. A Secretaria de Infraestrutura e Serviços Públicos e a Companhia de Saneamento Ambiental do Distrito Federal (Caesb-DF) trabalham na região.
Obras no Bernardo Sayão incluem instalação de redes de esgoto, drenagem pluvial e pavimentação asfáltica
Obras no Bernardo Sayão incluem instalação de redes de esgoto, drenagem pluvial e pavimentação asfáltica. Foto: Tony Winston/Agência Brasília

Nesta semana, a Caesb está na fase de instalação de redes coletoras de esgotos, no Lote 4. A secretaria cuida da drenagem pluvial e da pavimentação asfáltica. De acordo com o projeto, serão cerca de 32,3 quilômetros de drenagem e 46,8 quilômetros de pavimentação, com calçadas e meios-fios.

O investimento é de R$ 56 milhões, com recursos provenientes da Caixa Econômica Federal, por meio do Programa de Aceleração do Crescimento para pavimentação e qualificação de vias. O governo de Brasília entra com 5% desse valor como contrapartida.

Leia também:  Crise para quem? Construção civil celebra altas históricas no setor

De acordo com a secretaria, os serviços de sua responsabilidade, iniciados em 6 de dezembro, estão previstos para seguir até o primeiro semestre de 2018. A projeção inicial indicava a conclusão no segundo semestre deste ano.

A prorrogação ocorreu pela necessidade de aguardar a judicialização — pelas empresas licitantes — do processo das obras de esgotamento sanitário, sob responsabilidade da Caesb. Foram executados 5% da drenagem do Lote 4.

Andamento das obras de infraestrutura no Bernardo Sayão

De acordo com informações da secretaria, considerando o grau de urbanização já existente em Bernardo Sayão e para minimizar os transtornos aos moradores da região, é necessário que as benfeitorias sigam uma ordem de execução.

O esgotamento é instalado imediatamente após as obras de drenagem. Posteriormente, ocorrem os serviços para pavimentação.

A Caesb prevê a finalização de sua atuação dentro dos próximos dois anos. Estima-se que cerca de 12 mil moradores serão beneficiados com as melhorias direcionadas para o Bernardo Sayão.

Leia também:  Prêmio do Detran paga R$ 241 mil para projeto de educação de trânsito

As diretrizes que definem a organização urbanística do setor habitacional no Guará foram aprovadas pelo Conselho de Planejamento Territorial e Urbano (Conplan). As obras de urbanização são mais um passo para avançar no processo de regularização fundiária do local.

 

Ádamo Araujo, com edição de Paula Oliveira

Agência Brasília

Continue lendo
Publicidade
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *