Siga o Jornal de Brasília

Grande Brasília

Buriti fatura as comissões

Avatar

Publicado

em

O governo Rollemberg (PSB) destravou a eleição das comissões da Câmara Legislativa. O Executivo tem nomes bem posicionados para conseguir o controle das principais cadeiras.

A Mesa Diretora da Casa tentou adiar votação para depois do Carnaval, com o objetivo de virar o placar a favor dos candidatos de oposição e independentes. Amparado por uma aliança pontual com 14 deputados distritais, o Palácio do Buriti forçou um acordo realização do pleito na tarde de hoje.

Extraoficialmente, a última forma das negociações para as comissões, responsáveis pela tramitação dos projetos na Casa aponta a vitória de Rollemberg em seis áreas. A Comissão de Economia, Orçamento e Finanças deve ficar com Agaciel Maia (PR); Constituição e Justiça será de Reginaldo Veras (PDT); Assuntos Fundiários ficará com Telma Rufino (PROS); Assuntos Sociais será de Luzia de Paula (PSB); Segurança está próxima de Lira (PHS) e Fiscalização, Governança e Transparência caminha para as mãos de Rodrigo Delmasso (Podemos).

▼ CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ▼
Leia também:  Ibaneis entrega o Complexo Viário Governador Roriz

O PT deverá ocupar as comissões de Educação, Saúde e Cultura; Defesa do Consumidor e; Defesa dos Direitos Humanos, Cidadania, Ética e Decoro. Segundo os sinais das articulações, Bispo Renato (PR) terá o controle da área de Desenvolvimento Econômico Sustentável, Ciência, Tecnologia, Meio Ambiente e Turismo. Chico Leite deverá ser o novo Ouvidor da Casa. Para a oposição só restou a Corregedoria com Rafael Prudente (PMDB).

Redesenho dos cargos tem seu peso

A eleição das comissões está intimamente ligada à nova reforma administrativa da gestão Rollemberg. O Executivo redesenhar as participações e espaços dos parlamentares do governo a partir da definição das comissões prevista para às 15h desta quarta-feira. Para viabilizar regimentalmente a votação, a Casa publicará a sessão de votação no Diário Oficial da Câmara.

▼ CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ▼

Para a oposição este movimento “apequena” a Casa. “Infelizmente, o governador Rodrigo Rollemberg, não satisfeito em destruir Brasília, agora fica se metendo aonde não deve. Um governador que reprovado por 90% da população, exatamente, porque não sabe administrar nada, nem Brasília, vai se meter nas comissões. Ele próprio deveria reconhecer a incompetência”, critica o deputado distrital de oposição Raimundo Ribeiro (PPS).

Leia também:  Sacolas plásticas poderão ser substituídas até julho de 2022

Por outro lado, o Buriti saboreia o troco pela derrota na eleição da Mesa Diretora no final do ano passado. Segundo o líder de governo, Delmasso, a expectativa do GDF é de que as comissões funcionem à pleno vapor depois do Carnaval.

 

Francisco Dutra
Jornal de Brasília

▼ CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE ▼

Continue lendo
Publicidade
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *