Siga o Jornal de Brasília

Destaque

Manifestação contra aumento de passagens termina com seis detidos

Avatar

Publicado

em

O ato começou de forma pacífica, mas no início da noite um grupo, que não fazia parte do movimento inicial, se infiltrou e causou tumulto

Cerca de 250 pessoas estiveram na área central de Brasília nesta quarta-feira (4), manifestando-se contra o aumento de passagens do transporte público. O ato começou de forma pacífica, por volta de 17h30, na Rodoviária do Plano Piloto. Já às 19h30, um grupo que não fazia parte do movimento inicial se infiltrou causando desordens. Seis pessoas foram detidas durante todo o protesto.

A concentração ocorreu na Rodoviária, onde houve revistas da Polícia Militar do Distrito Federal, que apreendeu um punhal, bolas de gude e algumas porções de drogas. De lá, os manifestantes seguiram pelo Eixo Monumental até a altura da Torre de TV e foram para a W3 Sul. Em seguida, desceram em direção ao Setor de Diversões Sul.

Leia também:  Ibaneis apresenta pacote Pró-Economia e critica antecessores
Às 19h30, houve desentendimentos entre os próprios manifestantes. Quem estava protestando de forma legítima percebeu a presença de mascarados e com comportamento agressivo. Com um número menor de manifestantes, o ato seguiu pela Rua das Farmácias, na 102 Sul, onde manifestantes depredaram placas de sinalização, lixeiras e veículos.

Ativistas infiltrados entraram em confronto com a polícia

Por vinte minutos, houve provocações aos policiais militares, que procuraram durante esse período evitar que houvesse problemas maiores, já que até ali seguia pacificamente. Às 19h55, no Eixão, em frente ao Banco Central, esses mesmos ativistas entraram em confronto com a PM, que usou dos meios necessários para conter o distúrbio. Neste momento, o grupo se dispersou e seguiu para a estação do Metrô da Galeria dos Estados e Rodoviária, onde o movimento terminou por volta de 21h30.

300 Número de profissionais mobilizados pela Segurança Pública para acompanhar a manifestação

Das seis pessoas detidas, cinco foram encaminhadas ao Departamento de Polícia Especializada da Polícia Civil, por danos a uma viatura e uma parada de ônibus. A outra foi para a 5ª Delegacia de Polícia, por desacato e resistência.
Dois policiais militares ficaram feridos, sendo que um deles levou uma pedrada na mão, sem gravidade. O outro deslocou o ombro e foi encaminhado ao Hospital de Base. Três pessoas que estavam próximas à manifestação foram socorridas. Uma levou uma pedrada e outra teve um mal-estar, e seguiram para o Hospital de Base. A terceira desmaiou em razão do tumulto e foi para um hospital particular.
Em todo protesto, a PM acompanhou os manifestantes para oferecer segurança a toda a população e minimizar o impacto no trânsito do centro de Brasília, garantindo a liberdade de expressão de quem realmente esteve no ato de forma legítima.
Foram mobilizados para a manifestação 300 profissionais da Secretaria da Segurança Pública e da Paz Social, da Polícia Militar, do Corpo de Bombeiros, do Departamento de Trânsito (Detran), da Polícia Civil, do Departamento de Estradas de Rodagem (DER) e da Secretaria de Mobilidade.

 

Leia também:  Polícia apreende cerca de 50 mil dúzias de ovos vencidos no DF

Continue lendo
Publicidade
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *